Crédito: Fetrafi-RS
Fetrafi-RS
Greve forte arranca retomada do diálogo com o Banrisul

A pressão da greve dos bancários pela reabertura do processo de negociação específica atingiu o objetivo. A direção do Banrisul enviou comunicado à Fetrafi-RS na tarde de quinta-feira, dia 13, agendando uma nova rodada de negociação para esta sexta-feira, dia 14, às 10h, na matriz da instituição, em Porto Alegre.

Desde a quinta-feira, dia 6, o banco se manteve em silêncio. O impasse nas negociações iniciou quando a comissão de negociação do Banrisul não quis sequer discutir a contraproposta apresentada pelos funcionários. A posição do banco gerou grande indignação no quadro de funcionários, que ampliou a adesão à greve.

Os banrisulenses passaram a fazer protestos diários em frente ao prédio da Direção Geral, que culminaram com a realização de uma passeata até o Palácio Piratini, na última terça-feira, dia 11. Na ocasião, uma comissão do Comando Nacional dos Banrisulenses foi recebida pelo chefe da Casa Civil, Carlos Pestana, que se comprometeu de interceder junto à direção do Banrisul pela retomada das negociações específicas.

Greve massiva

Segundo o levantamento efetuado pela Fetrafi-RS, a greve atingiu mais de 83% da rede de atendimento do Banrisul, caracterizando o maior movimento dos últimos 20 anos. Na quinta-feira, 333 unidades do Banco foram paralisadas.

Confira os principais pontos da contraproposta dos banrisulenses à direção do Banco:

– Reajuste de 12% linear para todas as letras e todos os quadros;
– 12% na cesta-alimentação e tíquete;
– Melhoria na PLR além do patamar acordado com a Fenaban;
– Exclusão do GMB da Remuneração Variável 2 (RV2);
– Criação de Faixa para Pagamento da RV2;
– Manutenção do modelo atual da RV3 (mínimo de R$ 355,00);
– Ratificação da gratificação fixa para ONs de R$ R$ 300,00;
– Gratificação de Caixa de R$ 805,00;
– Definição de prazos para soluções ergonômicas no banco;
– Abono total dos dias parados da greve.

Veja a proposta apresentada no dia 05/10 pelo Banco:

– Reajuste geral (segue Fenaban);
– Reajuste de 12% para o piso salarial (sobe para R$ 1.400,00);
– Aumento no abono e gratificação dos caixas para R$ 600,00 (acréscimo de 17,87%);
– Criar a gratificação de Operador de Negócios no valor de R$ 300,00 mensais;
– Remuneração Variável 3 (RV3): pagamento com desempenho mínimo de 85% da meta de captação;
Obs.: O Banco garante para os próximos dois semestres o pagamento de R$ 100,00 para os Operadores de Negócios que não atingirem o mínimo de 85% da meta de captação.
– Remuneração Variável 2 (RV2): aumento no percentual a ser distribuído de 1,25% para 1,30% (equivalente ao acréscimo de R$ 2 milhões);
– Cadastramento de todos os empregados que atuam na Plataforma de Serviços das agências para o recebimento da RV2;
– PLR: antecipação do pagamento da PLR, regra básica e específica, em parcela única, com base nos números apurados até agosto de 2011, 10 dias após o fechamento do acordo salarial;
– Cesta-alimentação: estender aos empregados afastados por motivo de doença o pagamento da cesta alimentação para mais seis meses (total de 12 meses);
– Descontos dos dias parados: compensação até o mês de fevereiro de 2012.
– Ampliar de 35% para 40% o custeamento de despesas com educação dos funcionários em cursos de graduação, mestrado e doutorado, limitado a R$ 3 mil por semestre, em áreas fins;
– Divulgar o pagamento das promoções até fins de março e efetuar o pagamento até fins de abril.

Fonte: Imprensa Fetrafi-RS