Bancários recebem até o dia 31 de outubro antecipações da participação nos lucros. BB assina no dia 24 e Caixa Federal, no dia 25 – Campanha difícil, greve longa, negociações extensas, mas com resultados que conseguiram superar todas essas dificuldades. Essa foi a avaliação feita pelos integrantes do Comando Nacional dos Bancários e da federação dos bancos (Fenaban) durante a assinatura da Convenção Coletiva de Trabalho 2011/2012, realizada na tarde desta sexta-feira 21.
 

“A mobilização dos bancários, em 21 dias de uma dura greve, e os esforços do Comando na mesa de negociação permitiram avançar e garantir o que era reivindicado pelos trabalhadores: aumento real pelo oitavo ano consecutivo, valorização do piso, PLR maior”, afirma a presidenta do Sindicato, Juvandia Moreira, destacando a importância do acordo resolvido entre as partes sem interferência externa. “Há anos os bancários decidem suas campanhas de forma negociada e é assim que deve ser.”

A dirigente ressalta que as dificuldades na mesa de negociação podem ser superadas com mais efetividade se os debates nas mesas temáticas forem feitos com mais seriedade. “Nossa campanha é referência para outras categorias. Há maturidade suficiente para fechar um acordo sem que os banqueiros levem os trabalhadores à greve. Para isso, os bancos têm de apresentar proposta decente na mesa de negociação”.

Quando vem – As diferenças salariais e dos vales e auxílios referentes aos 9% de aumento (1,5% acima da inflação) serão creditadas na folha de pagamento de novembro. Serão dois meses de diferenças, já que a data-base dos bancários, quando o acordo de 2010 venceu, é 1º de setembro.

Em até dez dias após a assinatura do acordo, ou seja, no máximo em 31 de outubro, os trabalhadores recebem a antecipação da Participação nos Lucros e Resultados e da PLR adicional que este ano teve importantes avanços.

Quanto vem – A parte fixa da regra básica da PLR subiu 27,18% ficando em 90% do salário mais R$ 1.400, com teto de R$ 7.827,29. Na PLR adicional, que distribuiu linearmente 2% do lucro líquido, o teto aumentou 16,66%, chegando a R$ 2.800.
O valor da antecipação é de 60% da regra básica (que corresponde a 54% do salário mais R$ 840, com teto de R$ 4.696,37). Na primeira parcela do adicional será distribuído 2% do lucro líquido do primeiro semestre podendo chegar a R$ 1.400. O restante vem até março de 2012.

Vale lembrar que se após pagar a regra básica a todos os trabalhadores, os bancos não tiverem distribuído pelo menos 5% do lucro líquido, devem aumentar, na segunda parcela, o valor pago até chegar a 2,2 salários com teto de R$ 17.220,04. Pelas projeções do Sindicato, funcionários do Bradesco, Itaú e Santander receberão 2,2 salários.

> Conquistas injetam R$ 7,2 bilhões na economia

Dias parados – Não será descontado nenhum dia da greve dos trabalhadores. Haverá compensação no máximo até 15 de dezembro, de segunda a sexta (exceto ferido), em no máximo duas horas por dia. Eventual saldo após esse período será anistiado.

Temáticas – As mesas temáticas serão trimestrais. Os debates de terceirização serão retomados a partir do que foi discutido na última reunião. A mesa de Igualdade de Oportunidades será realizada no mesmo período para acompanhamento dos resultados do programa junto à federação dos bancos.

Bancos públicos – A assinatura do acordo específico do Banco do Brasil, que tem regra própria de distribuição da PLR semestral, será na segunda 24. A da Caixa Federal, que inclui a PLR social, está agendada para terça 25.

 
Fonte: SEEB  SP