Crédito: Agnaldo Azevedo
Agnaldo Azevedo
Resultado da vitoriosa Campanha Salarial deste ano, o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2011/2012 dos bancários do BRB foi assinado na manhã desta segunda-feira (24), em Brasília, pelo Sindicato, pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) e pelo banco. O ACT, que mais uma vez garante aumento real para todos os funcionários e valorização do piso, prevê reajustes de 17,45% para VPs, complementos de VP, anuênios e outras verbas pessoais e de 9% para AGs, FGs, VRs e benefícios, entre outras conquistas.

É a primeira vez que a Contraf-CUT assina o acordo com o BRB, que reconhece a confederação como legítima representante dos bancários. "A Contraf-CUT, que aglutina sete federações e 110 sindicatos, representando cerca de um milhão de trabalhadores do ramo financeiro, dos quais cerca de 400 mil bancários, está orgulhosa de também representar os bancários do BRB", afirma o presidente da Contraf-CUT, Carlos Cordeiro.

Durante a assinatura, o presidente do BRB, Edmilson Gama da Silva, voltou a reiterar junto ao Sindicato e à Contraf-CUT o compromisso de buscar elevar até 2014 o piso de ingresso do BRB ao salário mínimo constitucional calculado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Confira, abaixo, os principais pontos do ACT:

– Reajuste salarial de 17,45% (13,10% a partir de setembro compostos com os 3,85% conquistados em março de 2011) para VPs, complementos de VP, anuênios e outras verbas pessoais;
– Reajuste de 9% para AGs, FGs, VRs e benefícios;
-Ticket mais cesta-alimentação no total de R$ 900,24;
-Isenção de tarifas e redução de juros (nos termos negociados) extensivos aos aposentados e pensionistas;
– Redução de uma hora na jornada por seis meses para a bancária após a licença-maternidade para melhor assistência e amamentação à criança;
– Redução de juros no cheque especial de 4,6% para 3,8%;
– Compromisso de equacionar a questão da 7ª e 8ª horas até o PCCR, que será implantado em janeiro de 2012 com impacto financeiro retroativo a setembro de 2011. Na mesma data serão antecipadas as questões específicas relativas aos auxiliares e assistentes administrativos.
– Criação de uma nova função para os assistentes de negócios, com valorização salarial de jornada de 8 horas como forma de resolver a questão.

"Desde o início do ano, vimos conversando e negociando com a nova direção do banco sobre a valorização dos funcionários e a situação do banco. O resultado exitoso da nossa Campanha Salarial se deve a uma estratégia de muita negociação, cuja força se baseia na capacidade de luta e organização de ontem e de hoje do conjunto dos bancários do BRB", afirma o secretário-geral do Sindicato, André Nepomuceno, que também é funcionário do BRB.

Fonte: Seeb DF