Campina Grande – Três bandidos armados assaltaram, na manhã de ontem, a agência do Banco do Bradesco localizada dentro do prédio da Prefeitura de Campina Grande, no centro da cidade. Após uma perseguição os policiais conseguiram capturar os acusados Luis Carlos da Silva, 21, e Melquisedeque Sousa do Ó Neto, 29, no momento em que eles fugiam. Com eles a polícia encontrou uma mochila contendo a arma utilizada no crime, mais de R$ 3 mil em dinheiro e celulares, que foram roubados de clientes que estavam na agência. Um terceiro envolvido no assalto conseguiu escapar levando uma mochila contendo outra parte do dinheiro roubado dos caixas. Em toda a Paraíba foram registrados 65 ataques a estabelecimentos bancários este ano, incluindo casos de explosões, assaltos e tentativas de roubo. Ao todo, eles tinham conseguido roubar cerca de R$ 8 mil.

Os assaltantes chegaram à agência por volta das 10h00, utilizando uma moto Bis de placas NKU-6601 (PB), que foi apreendida pela polícia. Enquanto um dos assaltantes ficou do lado de fora do banco, dando cobertura à ação, outros dois comparsas entraram na agência e armados com revólveres, renderam funcionários e clientes. De acordo com informações do tenente da Polícia Militar Laio Giordani, dois dos assaltantes fugiram de moto e um terceiro conseguiu escapar a pé. Funcionários do banco acionaram os policiais, que conseguiram prender dois acusados no momento em que eles possivelmente negociavam a divisão da quantia, nas imediações do Açude Velho. “No trajeto, um deles desceu da moto e no momento em que um estava a pé e o outro estava de moto, foram abordados pela polícia”, explicou Laio.

Durante parte da manhã de ontem o banco permaneceu interditado. Todo o material apreendido com os assaltantes foi levado para a 2ª Delegacia de Polícia Civil de Campina Grande.

Com esse assalto na agência do Bradesco em Campina Grande, o número de crimes contra bancos na Paraíba subiu no ano de 2011, para 65 ocorrências, sendo: 34 explosões (25 no Bradesco, 5 no Banco do Brasil, 2 no Santander, uma no Itaú e no Banco 24 Horas);  8 assaltos (cinco na agências do Banco do Brasil, uma agência do Santander, do Itaú e do Bradesco); 8 tentativas de arrombamento (três no Bradesco, uma no Banco 24 Horas, uma no Itaú e três no Banco do Brasil; e 15 arrombamentos (9 no  Santander, 5 no Banco do Brasil e um no Bradesco).

Eis os números:

OCORRÊNCIAS NO ANO DE 2011

BANCO

Explosão

Assalto

Arrombamento

Tentativa

Total

BB

5

5

5

3

18

Santander

2

1

9

0

12

Bradesco

25

1

1

3

29

Banco 24Horas

1

0

0

1

2

Itaú

1

1

0

1

3

Totais

34

8

15

8

65

Atualizado em

28/12/2011

às 16h

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Portal Correio da Paraíba com SEEB-PB