Grupo de trabalho sobre sistema financeiro quer abrir discussão com a sociedade

Rede de Comunicação dos Bancários
Evando Peixoto

Foi aprovada na tarde deste sábado 21 por grupo de trabalho específico da 14ª Conferência Nacional dos Bancários, em Curitiba (PR), a adoção de ações imediatas pelo movimento sindical bancário para a construção da Conferência Nacional do Sistema Financeiro. A ideia é envolver a categoria bancária e toda a sociedade na mobilização em busca desse objetivo.

Para estruturar a Conferência Nacional do Sistema Financeiro, o grupo propõe que sejam tomadas iniciativas no sentido de criar uma comissão tripartite com representantes do governo federal e das instituições financeiras. A definição será da plenária final, que ocorrerá na manhã deste domingo 22.

Conforme ressaltou o coordenador dos trabalhos do grupo, Carlos de Souza, vice-presidente da Contraf-CUT e diretor dos Sindicato do Rio de Janeiro, as definições acerca da Conferência Nacional do Sistema Financeiro resultaram de debate que vem das conferências regionais dos bancários e que foi bastante aprofundado aqui em Curitiba. "Conseguimos não só condensar múltiplas ideias como também definir estratégias de mobilização para discutir o sistema financeiro que o país e a sociedade precisam".

Entre as propostas encaminhadas à deliberação da plenária final está também a de elaboração de projeto de iniciativa popular para regulamentação do Artigo 192 da Constituição Federal (relativo ao sistema financeiro). O grupo se posicionou ainda pela estatização do sistema financeiro e pela participação dos trabalhadores nos conselhos de Administração do Banco Central e no Conselho Monetário Nacional.