Inferno da polícia no final do ano passado e começo deste ano, os ataques a bancos e a caixas eletrônicos tiveram índices alarmantes nos primeiros oito meses de 2012 em Santa Catarina: foram 240 vezes que ladrões praticaram esse tipo de crime no Estado. A escalada é de 144,89% em comparação com o mesmo mesmo período de 2011.

Ainda faltam mais de quatro meses para o ano terminar e a quantia já é superior aos ataques registrados em todo o ano passado, quando ocorreram 182 investidas. De janeiro até o dia 8 de agosto de 2012, a média chega a mais de 30 casos ao mês, conforme revelam os dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP).

A moda entre os criminosos é levar o dinheiro com o uso de maçaricos. Foram 98 vezes que os bandidos utilizaram o equipamento para abrir o alvo. Só no final de semana passado, ocorreram pelo menos três ações no Estado: em Florianópolis, Porto Belo, no litoral Norte e em Laurentino, no Alto Vale do Itajaí.

Na Capital, no domingo, um ladrão invadiu um hotel localizado no bairro dos Ingleses, Norte da Ilha, e arrombou um caixa eletrônico do Banco Santander. Foi por volta das 6h, na estrada Dom João Becker.

O autor teria usado uma barra de ferro, possivelmente um pé de cabra, e uma furadeira. Durante a ação, ele foi surpreendido por funcionários do hotel e não teria conseguido levar o dinheiro.

Em Porto Belo, também na manhã de domingo, bandidos invadiram a agência do Banco do Brasil, no Centro, e com um maçarico tentaram abrir o equipamento. Eles desativaram as câmeras de monitoramento e o alarme.

De acordo com a polícia, os criminosos deixaram o local sem levar nada. Moradores relataram aos PMs que viram cerca de três homens fugindo em um carro. Ninguém foi preso.

O furto foi concretizado no domingo em Laurentino, cidade de seis mil habitantes, onde os ladrões estouraram um caixa eletrônico do Banco do Brasil, no Centro. A Polícia Militar acredita que o furto ocorreu por volta das 6h. Ninguém suspeito foi localizado. O banco não informou a quantia de dinheiro levada.

Invadir um estabelecimento que tenha caixa eletrônico e levar o dinheiro tornou-se prática criminosa comum em todo o país nos últimos anos.

Até o final de abril, em SC, a onda era explodir os terminais com dinamite. Mas a prisão da principal quadrilha, no litoral Norte, fez baixar significativamente essa modalidade, considerada a mais violenta e que tinha na linha de frente assaltantes fortemente armados.

Os autores que vêm agindo, diz a polícia, são criminosos pouco especializados, que migraram de outros crimes como os furtos e o tráfico de drogas.

A escalada no Estado

Ano 2012*

Total de ataques: 240

Roubos: 34
Furtos: 206

Ações com maçarico: 98
Ações com explosivos: 32

*Janeiro a 8 de agosto

Ano 2011*

Total de ataques: 98

Roubos: 16
Furtos: 82

Ações com maçarico: 47
Ações com explosivos: 05

* Janeiro a 8 de agosto

As cidades com mais crimes em 2012

Florianópolis: 40
Joinville: 26
Blumenau: 10
São José: 8

Obs.: São computados ataques tentados e consumados a instituições financeiras em SC.

Fonte: Secretaria de Segurança Pública.

Fonte: Diário Catarinense