Crédito: Seeb Pará
Seeb Pará
Primeira rodada de negociação foi agendada para o dia 4 de setembro

O Comando Nacional dos Bancários, coordenado pela Contraf-CUT, com a presença da Fetec-CUT Centro Norte e Sindicatos dos Bancários do Pará e de Rondônia, entregou na manhã desta segunda-feira (27) a minuta de reivindicações específicas da Campanha 2012 à direção do Banco da Amazôania, em Belém.

As entidades sindicais definiram com o banco um calendário de negociações, ficando marcada a primeira rodada no próximo dia 4 de setembro e a segunda no dia 10. Ambas terão início às 8 horas e ocorrerão durante todo o dia.

As primeiras demandas a serem negociadas serão: 9ª (Piso dos TC’s), 10ª (Promoção Automática dos TC’s), 15ª (Acesso às funções comissionadas pelo pessoal do Quadro de Apoio) e 25ª (Plano de saúde e odontológico).

> Clique aqui para ler a minuta entregue ao Banco da Amazônia.

A secretária de políticas sociais da Contraf-CUT, Andréa Vasconcelos, ressaltou ser imprescindível que o Banco da Amazônia caminhe nos mesmos passos que os demais bancos nas negociações. "Somente assim iremos acompanhar o ritmo da Campanha Nacional, que já está em curso desde o dia 1º de agosto. Já ocorreram quatro rodadas com a Fenaban e nesta terça-feira (28) a Fenaban irá apresentar uma proposta global para a minuta geral da nossa categoria. Se o Banco da Amazônia demonstrar a mesma disposição que as entidades têm para o processo de negociações específicas, conseguiremos concentrar esforços para colocar o banco no ritmo da Campanha Nacional".

A presidenta do Sindicato dos Bancários do Pará, Rosalina Amorim, ressaltou a importância de que neste ano o acordo coletivo específico do Banco da Amazônia seja construído e fechado em mesa de negociação. "Estamos dispostos a debater à exaustão todas as reivindicações dos trabalhadores do Banco da Amazônia que estão expressas nessa minuta, pois para nós é fundamental que o novo acordo seja construído através do debate democrático em mesa de negociação. Esperamos que o banco venha para essa Campanha Nacional com a mesma disposição".

O vice-presidente do Sindicato e da Fetec-CUT Centro Norte, Sérgio Trindade, também destacou a valorização das mesas de negociação para as entidades sindicais e pediu efetividade nas rodadas que estão agendadas. "Teremos mais de uma semana para que o Banco da Amazônia estude as reivindicações dos trabalhadores apresentadas na minuta, tempo suficiente para o banco fazer as projeções necessárias e trazer propostas concretas para as rodadas de negociação, queremos que o banco seja mais célere no atendimento de nossas reivindicações".

O diretor do Banco da Amazônia, Wilson Evaristo, disse que o banco não tem interesse em ficar se "degladiando" com as entidades sindicais, pois o interesse da instituição é de garantir o processo negocial em torno do novo acordo coletivo dos trabalhadores do banco. "Temos todo interesse em acelerar as negociações com as entidades, mantendo a ética em nossos debates, com transparência e verdade".

Ponto Eletrônico

Durante a reunião, as entidades questionaram o Banco da Amazônia sobre a implantação do Ponto Eletrônico. O banco respondeu que 95% do processo já está concluído e os testes do projeto piloto deve iniciar entre o final do mês de setembro e início de outubro.

As entidades questionaram o não conhecimento do processo e do conteúdo do sistema que está sendo gestado e solicitaram esclarecimentos a respeito. O banco se comprometeu em repassar as informações para o movimento sindical em uma nova oportunidade. A implantação efetiva do Ponto Eletrônico deve ocorrer até dezembro desse ano.

CAPAF

Outro questionamento feito foi sobre a situação da CAPAF. As entidades querem que o banco esclareça todo o processo em andamento e sobre as principais dúvidas suscitadas pelos participantes em relação aos novos planos da CAPAF para que todos possam fazer suas adesões de forma consciente.

Durante o período da tarde, o banco marcou uma reunião entre o secretário executivo do Banco da Amazônia e coordenador do processo CAPAF, Alcir Bringel, com as entidades sindicais para às 9 horas desta terça-feira (28), Dia dos Bancários.

As entidades irão encaminhar ao banco as principais dúvidas dos empregados sobre o tema e o banco se comprometeu em publicar um comunicado interno com os devidos esclarecimentos ainda nesta semana.

Além de Andréa, Rosalina e Sérgio, participaram do ato de entrega da minuta os diretores do Sindicato do Pará, Rômulo Weyl, Cristiano Moreno e Marco Aurélio Vaz; o diretor da Fetec Centro Norte, Roosevelt Santana; e a secretária de finançaso do Sindicato dos Bancários de Rondônia, Socorro Magalhães.

O Banco da Amazônia, além de Evaristo, foi representado pela gerente de RH, Ediwiges Lemanski, e pelo coordenador da comissão de negociação do Banco, José Moura.

O Comando Nacional irá se reunir no dia 3 de setembro, às 14h, na sede do Sindicato do Pará, para preparar as rodadas de negociação que iniciam no dia seguinte.

É HORA DE MOBILIZAÇÃO!

Além disso, o Comando Nacional conclama os empregados e empregadas do Banco da Amazônia a estarem mobilizados para as ações de campanha que serão realizadas.

O engajamento de todos e todas é fundamental para que a Campanha Nacional 2012 seja de vitórias e conquistas para o conjunto de trabalhadores e trabalhadoras do Banco da Amazônia.

Fonte: Contraf-CUT com Seeb Pará