img_0439.jpg

img_0439.jpg

Na base do Sindicato dos Bancários da Paraíba, a greve nacional da categoria começou com força total e atingiu 95,7% das unidades de atendimento, nesta terça-feira, 18 de setembro. A paralisação atingiu 100% no Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Itaú, HSBC e Mercantil do Brasil; 81,82% no Bradesco, 93,33% no Santander e 66,67% no Banco do Nordeste do Brasil.

Para o presidente do Sindicato dos Bancários da Paraíba, Marcos Henriques, os números mostram a revolta dos bancários com a intransigência dos banqueiros. "Esse nível de paralisação, logo no primeiro dia de greve, reflete a mobilização e a unidade dos bancários, que deram uma resposta à altura do descaso e da mesquinhez dos banqueiros, que abandonaram a via negocial e apostaram no confronto. A tendência é aumentar ainda mais a mobilização e a adesão ao movimento", concluiu. 

Pedido absurdo –  O Banco Santander passou os pés pelas mãos e entrou com um pedido de Interdito Proibitório contra os bancários, antes mesmo do primeiro dia de paralisação. E mais ridículo ainda foi utilizar fotos de greves passadas para justificar o pedido. É claro que a Justiça não atendeu às pretensões do banco. "Naturalmente que a Justiça negou o absurdo pedido do Santander, resguardando o direito de greve dos bancários", ressaltou Jurandi Pereira, diretor responsável pelo Jurídido do SEEB – PB. 

Fonte: Seeb Paraíba / Otávio Ivson