Crédito: Seeb Pará
Seeb Pará A força da greve nacional dos empregados e empregadas do Banco da Amazônia nesses nove dias de paralisação fez com que o banco atendesse ao apelo da categoria pela retomada da mesa específica e apresentasse proposta para ser deliberada pelos trabalhadores. Na rodada desta quarta-feira (26) representaram os trabalhadores o vice-presidente do Sindicato dos Bancários do Pará Sérgio Trindade, os diretores do Sindicato do Pará Rômulo Weyl e Marco Aurélio Vaz, e o diretor da Fetec Centro Norte Roosevelt Santana, todos empregados do Banco da Amazônia.

> Clique aqui para ver a proposta do Banco da Amazônia.

Para Sérgio Trindade, a proposta traz avanços em relação ao acordo anterior. "O fato de o Banco da Amazônia seguir o índice de reajuste de 7,5% da Fenaban sobre todas as verbas, garantir 8,5% nos itens de auxílio-refeição, cesta-alimentação e 13ª cesta-alimentação, melhorar a fórmula de antecipação da PLR, garantir na promoção automática de TB1 para TB2, e de TC1 para TC2 a valorização no piso são alguns pontos positivos a serem destacados na proposta que nos foi apresentada".

Assembleia hoje

O Sindicato dos Bancários do Pará convocou os empregados e empregadas do Banco da Amazônia para a assembleia nesta quinta-feira 27, às 17 horas, na sede do Sindicato (Rua 28 de setembro nº 1210, entre Doca e Quintino, Reduto, Belém-PA), para deliberar sobre a proposta do banco.

Fonte: Seeb Pará