Dois dispositivos de alumínio, que servem para dar o “golpe da pescadinha” em caixas eletrônicos, foram apreendidos pela Polícia Militar em um banco de Jardim Camburi, em Vitória, na noite de terça-feira (30).

O material é introduzido por criminosos no local onde são inseridos os depósitos de dinheiro ou cheques e quando algum cliente usa o caixa, um fio dental impede que os envelopes caiam dentro do caixa. Ninguém ainda foi preso, mas o material apreendido para investigação foi entregue no Departamento de Polícia Judiciária (DPJ) da capital.

O golpe foi descoberto por clientes, por volta de 20h. A fisioterapeuta Fabiana Pavan contou que após depositar, não recebeu comprovante e estranhou a situação.

“Assim que coloquei o envelope, a tela ficou branca e ficou processando por alguns minutos. Depois voltou a normal, mas o comprovante não saiu. Outro cliente que estava no banco falou que havia passado pela mesma situação há pouco e resolveu verificar a entrada de envelopes. Normalmente, cabe uma mão inteira no buraco, mas nos nossos caixas só cabiam as pontas dos dedos. Verificamos que havia alguma coisa impedindo essa passagem e acionamos o banco”, contou.

Os vigilantes da empresa que fazem a segurança do banco foram até o local por volta de 22h e retiraram os dispositivos. A polícia foi acionada. Os vigilantes contaram que na manhã de terça-feira também haviam retirado um dispositivo igual em outro caixa eletrônico 24 horas, na mesma agência.

A polícia alertou que a população deve ficar atenta ao fazer depósitos em caixas 24 horas. “Chamou a nossa atenção a ousadia dos criminosos com esse golpe. Eles devem ter entrado no banco e implantado esses materiais quando não havia movimento algum”, disse o soldado Miranda, da Polícia Militar.

Fonte: G1