O número de roubos a bancos aumentou 20% no primeiro semestre deste ano no estado de São Paulo, em relação ao mesmo período do ano passado, segundo a estatística da Secretaria da Segurança Pública (SSP). De janeiro a junho foram registrados 119 casos, 20 a mais do que no primeiro semestre do ano passado.

Os últimos meses impulsionaram a incidência desse crime. Foram 18 casos em abril, 22 em maio e 30 em junho.

O anúncio da SSP corrobora as cobranças do Sindicato dos Bancários de São Paulo por mais investimentos em segurança por parte dos bancos, para evitar esse tipo de crime, que coloca a saúde física e psíquica dos funcionários em risco.

“A violência aumentou visivelmente. Agora, não adianta os bancos apenas culparem o Estado, pois eles têm responsabilidades equiparadas. Tem banco que prioriza os gastos em publicidade, em Copa do Mundo, mas não investe em segurança”, critica Carlos Damarino, diretor do Sindicato.

Os números mostram ainda que os grupos criminosos passaram a agir mais no interior de São Paulo. O número de ataques fora da capital passou de 46 no primeiro semestre de 2012 para 60 este ano, crescimento de 30%. Já na capital, o número de ocorrências aumentou de 53 para 59, menos de 6%.

Bancos multados

Na 97ª reunião da Comissão Consultiva para Assuntos da Segurança Privada (Ccasp), realizada no dia 17 de julho, em Brasília, a Polícia Federal multou 13 bancos em R$ 3,223 milhões por falhas na segurança de agências e postos de atendimento bancário.

A Ccasp é uma instância criada em 1985 que conta com representantes do governo, bancários, vigilantes e entidades patronais, onde são julgados os processos abertos pelas delegacias estaduais de segurança privada (Delesp), em razão do descumprimento da lei federal nº 7.102/83 e de normas de segurança.

Fonte: Contraf-CUT com Seeb São Paulo