Crédito: Seeb Bahia
Seeb Bahia
Bancários cobram atendimento às vítimas e mais investimentos em prevenção

Os funcionários do Bradesco localizado no Cabula, em Salvador, pararam as atividades na última sexta-feira (6) após uma tentativa de assalto ocorrida na quinta (5). Cerca de seis homens fortemente armados tentaram assaltar o banco. Durante perseguição feita por policiais militares, um PM foi atingido por tiro, sendo protegido pelo colete.

Além do pânico ao presenciar uma ação violenta, com trocas de tiros, armas apontadas para cabeça, pertences roubados, os bancários ainda teriam de prestar atendimento normalmente um dia depois da ocorrência. A agência só fechou graças à atuação dos diretores do Sindicato dos Bancários da Bahia, que foram ao local para impedir a abertura.

“Queremos garantir que os bancários tenham atendimento psicológico adequado. Se não cuidarmos da saúde agora, no futuro, muitos podem desenvolver doenças relacionadas à ação, como síndrome do pânico e depressão”, alerta o diretor de Saúde do Sindicato, Reinaldo Martins.

O medo e a sensação de insegura dominam entre os trabalhadores. “Não sei o que fazer agora com a insegurança”, desabafa um dos bancários. Há tempo, o Sindicato cobra dos bancos investimento efetivo em segurança para coibir os ataques. Até o momento, foram registrados 133 casos na Bahia.

Para piorar, quando não há danos à estrutura física, a maioria das agências abre normalmente logo depois dos ataques. Em alguns casos, além de obrigar o retorno imediato às atividades, o banco ainda se recusa a emitir a CAT (Comunicação de Acidente de Trabalho), deixando o empregado mais vulnerável.

Assalto frustrado

Os criminosos quebraram os vidros da agência, que fica na Avenida Silveira Martins, e renderam dois vigilantes. O assalto foi frustrado devido à ação dos policiais militares. O PM atingido foi socorrido para o Hospital Roberto Santos para avaliação e liberado em seguida.

Segundo informações da polícia, durante rondas de radio patrulhamento no bairro, a PM percebeu a ação criminosa contra o banco e trocou tiros com os bandidos, conseguindo atingir um deles.

Ainda assim, os assaltantes conseguiram fugir levando as armas dos vigilantes. Um dos veículos utilizados na fuga, um Siena verde, foi localizado em Água de Meninos, na Cidade Baixa.

Fonte: Contraf-CUT com Seeb Bahia e G1