Crédito: Seeb Curitiba
Seeb CuritibaTrabalhadores indignados com 

Em assembleia realizada nesta segunda-feira (7), a partir das 17h, no Espaço Cultural e Esportivo do Sindicato dos Bancários de Curitiba e região , mais de 400 trabalhadores estiveram reunidos para deliberar sobre a nova proposta apresentada pela Fenaban, de 7,1% de reajuste nos salários e 7,5% nos pisos. 

Os bancários consideraram a proposta insuficiente e a rejeitaram por ampla maioria. Com isso, a greve continua nesta terça-feira (8), na capital paranaense, quando entrará em seu vigésimo dia.

O que queremos 

A minuta da Campanha Nacional dos Bancários 2013, entregue à Fenaban em 30 de julho, reivindica 11,93% de reajuste (com 5% de ganho real), bem como aponta prioridades como o fim das metas abusivas e do assédio moral. 

“Foi a categoria quem decidiu que as questões de saúde e condições de trabalho deveriam ser prioritárias. Os bancários não aguentam mais adoecer e ter que se afastar do trabalho por causa das metas e da pressão pelo seu cumprimento”, justifica Otávio Dias, presidente do Sindicato.


Fonte: Contraf-CUT com Seeb Curitiba