Crédito: SEEB-SP
SEEB-SP Agência do HSBC do bairro da Liberdade, Centro da capital paulista

Continua o drama de bancários e clientes ocasionado pela falta de ar condicionado em agências de São Paulo. O Sindicato teve de paralisar mais três unidades nesta quinta-feira 6: uma do HSBC, uma do Banco do Brasil e outra da Caixa Federal.

Em uma delas um vigilante passou mal devido ao forte calor e precisou ser socorrido pelo Resgate. O caso ocorreu em uma agência do HSBC no bairro da Liberdade, na terça-feira 4. Na quinta, o Sindicato esteve no local para fechar a unidade.

A dirigente sindical Liliane Fiuza conta que o ar-condicionado vinha apresentando problemas há cerca de um mês, até que quebrou de vez nesta semana. “O banco prometeu o reparo do aparelho ainda nesta quinta-feira, mas enquanto isso não acontecer, a agência permanecerá fechada”, afirma Liliane.

Desde o início do ano, o Sindicato já registra ao menos 110 ocorrências desse tipo. Foram 70 casos em janeiro e 40 somente na primeira semana de fevereiro.

Banco do Brasil

Na zona leste da capital paulista o Sindicato teve de interditar uma agência do Banco do Brasil também devido às altas temperaturas causadas pela falta de refrigeração. A unidade se localiza na Avenida Rio das Pedras, em Aricanduva.

Segundo o dirigente sindical Willame de Lavor, o banco se comprometeu a solucionar a situação. “Os técnicos estão na agência tentando identificar o problema, mas ela continuará fechada o dia todo nesta quinta-feira”, ressalta.

Caixa

Na Rua São Bento, a agência da Caixa localizada exatamente ao lado do Sindicato, no Edifício Martinelli, também não abriu nesta quinta-feira por causa do mesmo problema.

Outra agência da Caixa localizada na Avenida Rio das Pedras, em Aricanduva, também apresentou problemas no sistema de refrigeração. Segundo o dirigente Dionísio Reis, o banco alega que a instalação elétrica não suporta um aparelho de ar mais potente.

“Não nos interessa os aspectos técnicos. Os empregados estão fazendo o atendimento, e ter condições de trabalho é o mínimo exigido”, diz o dirigente, lembrando que o Sindicato está acompanhando de perto a questão.

Itaú continua fechado

Uma unidade do Itaú no Largo Santa Cecília permanece fechada desde quarta-feira também devido a falhas no ar-condicionado. Outra agência do banco, localizada na Avenida Marechal Tito, zona leste, foi interditada na quinta-feira 6.

A dirigente sindical Valeska Pincovai orienta aos bancários do Itaú para, em primeiro lugar, abrirem um chamado no setor de manutenção do banco caso ocorram problemas semelhantes. “Se o banco não resolver, aí o bancário deve procurar o Sindicato”, completa a dirigente.

Fonte: Seeb São Paulo