A Contraf-CUT e a Comissão dos funcionários do BNDES, em negociação realizada dia 12, receberam do banco resposta a alguns pontos da GEP-Carreira e com isso o debate avançou em relação ao que vinha acontecendo em outras rodadas.

Para Miguel Pereira, secretário de Organização do Ramo Financeiro da Contraf-CUT o avanço das negociações é fruto do empenho dos funcionários, que se mobilizaram fortemente e conseguiram colocar uma cláusula na renovação do Acordo Coletivo que garantiu que o banco iniciasse de fato as negociações, tendo como base a proposta inicial apresentada em novembro/2013, pela ARH.

“Foi a mobilização dos funcionários e a forma como foram conduzidas as discussões, não abrindo mão desta cláusula, que permitiu termos já alguns avanços da proposta inical” afirma.
Veja quais pontos em discussão da GEP-Carreira que tiveram resposta do banco, atendendo nossas reivindicações:

1- As gratificações previstas no projeto GEP Carreira serão simplificadas, não sendo mais criada a CTVR. As gratificações de função serão mantidas tais como são hoje (evitando os riscos de “empilhamento” apontados pela Área Jurídica). Importante ressaltar que isto não trará qualquer prejuízo financeiro em relação à apresentação feita pela Área de Recursos Humanos em novembro de 2013.

2- Está sendo avaliado o aumento dos valores da gratificação de senioridade.

3- Será reduzido o número necessário de promoções por mérito para que se atinja o critério de acesso à promoção vertical, tanto para o período de transição quanto para o período regular.

4- Os ciclos de transição serão reduzidos de quatro para dois anos.

5- Houve concordância com a criação de procedimentos de recurso para o resultado da promoção vertical. Ainda não está definida a forma, mas deverá existir uma comissão de recurso tal como pleiteado pelo corpo funcional.

6- Unificação das carreiras de nível médio do PECS. Este pleito é defendido por nós há muitos anos, e que deverá ocorrer no âmbito do GEP Carreira, com a unificação dos cargos de técnico de arquivo e técnico administrativo.

7- Os assuntos previdenciários referentes ao GEP estão sendo tratados pela Diretoria do BNDES.

Nova rodada

Nesta sexta-feira (14) a Diretoria do BNDES se reúne extraordinariamente para continuar a análise dos demais pontos apresentados pela Comissão de Negociação dos Funcionários.
Diante disso, nova rodada de negociação com o banco está prevista para o dia 19, quarta-feira, às 10h.

Concluída a etapa das negociações, pelo compromisso assumido pelo BNDES, a proposta da GEP Carreira será encaminhada para aprovação das instâncias superiores de governo. Depois disso, serão convocadas novas assembleias para a apreciação e deliberação da proposta pelos funcionários, para enfim, iniciar a implantação.

Fonte: Contraf-CUT