O Brasil está examinando se entrará na briga para sediar o futuro banco dos Brics, podendo apresentar Rio de Janeiro ou São Paulo na disputa que tende a envolver todos países do grupo. A África do Sul e a China foram os primeiros a manifestar a vontade de sediar a instituição, que no momento é chamada de New Development Bank (NDB).

Em reunião dos cinco países – Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul -, pela primeira vez o tema foi formalmente colocado na mesa. No entanto, as decisões mais políticas, incluindo a presidência do banco, devem ficar para abril, em nova reunião.

O capital inicial do banco, já acertado, é de US$ 50 bilhões, mas com possibilidade de os países aumentarem o volume para até US$ 100 bilhões.

Fonte: Valor Econômico