O HSBC vai finalmente regularizar o pagamento do vale-cultura aos seus funcionários. O banco inglês anunciou nesta terça-feira (18) que aqueles que fizerem adesão até sexta-feira (21) receberão o cartão magnético até o dia 10 de março. Os inscritos entre os dias 22 de fevereiro e 17 de março receberão até o dia 10 de abril.
Nos dois casos, o cartão será enviado por malote na unidade do trabalhador e estará carregado com os valores retroativos a janeiro de 2014.

De acordo com informe do HSBC, os bancários que deixarem para fazer a inscrição após o dia 17 de março perderão o direito ao pagamento desse valor retroativo.

Para fazer a inscrição, os funcionários devem utilizar o portal de RH na intranet do banco.

Tem direito ao vale-cultura quem ganha até cinco salários mínimos por mês ou R$ 3.620. Há um desconto de R$ 1 a R$ 5, dependendo do valor do salário do funcionário.

“O vale-cultura foi uma importante conquista da mobilização da Campanha Nacional dos Bancários de 2013, garantindo acesso à cultura para dezenas de milhares de trabalhadores de bancos privados e públicos em todo país”, aponta Carlos Kanak, coordenador da Comissão de Organização dos Empregados (COE) do HSBC, que assessora a Contraf-CUT nas negociações com o banco.

Como utilizar o vale-cultura

O vale-cultura é um cartão no qual são creditados R$ 50 mensalmente para a compra de livros, ingressos de cinema, teatro, shows etc. O trabalhador também pode acumular o valor para usar nos meses seguintes ou gastar em algo mais caro como instrumentos musicais ou cursos na área cultural que deverão ter convênio com o programa.

Fonte: Contraf-CUT