Crédito: Contraf-CUT
Contraf-CUT

Última negociação com Itaú sobre acordo marco em dezembro de 2013

A UNI Sindicato Global assina nesta sexta-feira (21), em São Paulo, o primeiro Acordo Marco Global com o Itaú. O documento será firmado pelo secretário-geral da UNI, Philip Jennings, que saiu de Nyon, na Suíça, e veio ao Brasil para assinar o primeiro acordo marco com um banco privado brasileiro. O Banco do Brasil foi o primeiro banco público do país a assinar e renovar esse instrumento.

A solenidade também será acompanhada pelo chefe mundial da UNI Finanças, Márcio Monzane, pela secretária regional da UNI Américas, Adriana Rosenzvaig, pelo presidente da Contraf-CUT e da UNI Américas, Carlos Cordeiro, e pelo diretor regional da UNI Américas Finanças, André Rodrigues.

O objetivo do acordo é garantir aos bancários do banco brasileiro que trabalham em qualquer país das Américas os direitos fundamentais previstos nas declarações da Organização Internacional do Trabalho (OIT), entre eles o de sindicalização, o de livre organização sindical e o de negociação coletiva.

O presidente da Contraf-CUT ressalta que o acordo foi construído em várias negociações com o Itaú, a partir das reuniões das redes sindicais dos bancos internacionais e da atuação de André Rodrigues como negociador da UNI. Para Cordeiro, o instrumento fortalece o processo de diálogo do movimento sindical do continente com o Itaú, que é hoje um banco que rompeu as fronteiras do Brasil e atua em vários países da América Latina. 

“Por isso, é importante a assinatura do acordo, de forma a garantir aos bancários das nações vizinhas as práticas de relações sindicais já construídas aqui no Brasil, o país-sede, buscando ampliar direitos e melhorar as condições de trabalho”, conclui Cordeiro.


Fonte: Contraf-CUT