Crédito: Seeb Ceará
Seeb Ceará Primeiro encontro de dirigentes sindicais com novo presidente do BNB

A Contraf-CUT e o Sindicato dos Bancários do Ceará se reuniram, na última sexta-feira (4), em Fortaleza, com o novo presidente do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), Nelson Antônio de Souza. A reunião com representantes dos trabalhadores foi um dos primeiros compromissos oficiais do novo administrador do banco, após a saída do ex-presidente Ary Joel Lanzarin, que renunciou ao cargo na semana passada, alegando motivações pessoais.

Durante o encontro, o vice-presidente da Contraf-CUT, Carlos de Souza, fez um balanço positivo da gestão do ex-presidente do BNB, destacando que que o banco conseguiu estreitar as relações com os funcionários e com os sindicatos e que espera agora que haja mais avanços.

“Temos muita expectativa de que o novo presidente do banco valorize a mesa permanente de negociação. O Nelson foi o responsável pelas últimas negociações e, estando à frente do BNB, queremos que o diálogo com os bancários seja ampliado”, ressalta Carlos de Souza.

Novas contratações

Os dirigentes sindicais cobraram os compromissos firmados na Campanha Nacional 2013, como a contratação de mais trabalhadores. Em resposta, o novo presidente anunciou que irá convocar 1.500 novos concursados até o final de maio deste ano, o que representa um aumento de mais de 20% no quadro de funcionários.

O concurso realizado para cadastro de reversa expira no mês de junho e a convocação dos concursados era constantemente reivindicada pelos dirigentes sindicais. A direção do BNB também informou que realizará novos concursos.

Para Carlos de Souza, a decisão do BNB é de extrema importância para todos os trabalhadores, no momento em que os bancários lutam para fortalecer o papel do banco público no país.

“Enquanto o sistema financeiro privado diminuiu os postos de trabalho, o BNB foi um dos bancos que mais cresceram convocando novos funcionários. O BNB deixou de ser desconhecido no cenário nacional, passando a ter papel protagonista no desenvolvimento da Região Nordeste e do Brasil como um todo, o que mostra a importância dos bancos públicos no fomento de novos projetos e investimentos”, destaca o vice-presidente da Contraf-CUT.

Pagamento da PLR

Outro compromisso importante assumido pelo banco na reunião é o pagamento da PLR de 2013, que seria feito no dia 2 de abril, o que não foi concretizado por indefinição do DEST. O BNB afirmou que o pagamento será efetuado após a distribuição dos dividendos aos acionistas, anunciada para quinta-feira, dia 10.

O diretor do Sindicato e coordenador da Comissão Nacional dos Funcionários do BNB, Tomaz de Aquino, alerta que, “caso o pagamento da parcela restante da PLR 2013 dos funcionários não seja efetivado até o dia 20, caberá ao sindicato adotar os procedimentos jurídicos para assegurar o direito dos trabalhadores”.

Fonte: Contraf-CUT com Seeb Ceará