sexta-feira, novembro 22, 2019
Home > Notícias do Sindicato > Só 19% dos bancários participaram até agora do II Censo da Diversidade

Só 19% dos bancários participaram até agora do II Censo da Diversidade

 

Prazo para responder o questionário termina no dia 25 de abril

Faltando exatamente dez dias para o final do II Censo da Diversidade, somente cerca de 95 mil bancários e bancárias responderam até agora o questionário, o que representa 19,67% do universo de 486 mil de 7 bancos públicos e 11 privados que estão aptos a participar. O prazo termina na sexta-feira da próxima semana, dia 25 de abril.

Os números foram apresentados na tarde desta última terça-feira (15), durante reunião ocorrida em São Paulo do Grupo de Trabalho (GT) do II Censo, formado pela Contraf-CUT e a Fenaban, que tem acompanhado a participação da categoria. 

Para Andrea Vasconcelos, secretária de Políticas Sociais da Contraf-CUT, “trata-se de uma baixa participação, aquém da nossa expectativa, mas ainda temos alguns dias para reverter esse quadro e ampliar o número de participantes em todo o Brasil”.

Em 2006, quando foi realizado o I Censo, a participação foi de 204.133 mil bancários e bancárias de 17 bancos (públicos e privados).

O II Censo foi uma conquista obtida na mesa de negociações da Campanha Nacional 2012, com preparação em 2013 e efetivação em 2014. Por isso, é fundamental que toda a categoria responda o questionário que está disponível no hotsite www.febraban-diversidade.com.br

> Clique aqui para acessar o hotsite.

Radiografia para ajudar a combater as discriminações

“Toda a categoria é convidada a participar e contribuir no levantamento, a fim de garantir uma radiografia mais próxima da realidade, na qual bancárias e bancários estão inseridos. É imprescindível conhecer o nível de escolaridade, o histórico profissional, a trajetória na carreira como promoções, mudanças de cargos e se isso representou valorização profissional e aumento da renda, entre outros pontos”, destaca Andrea. 

“Também é importante saber qual é a verdadeira participação da população negra e LGBT no setor financeiro”, acrescenta a dirigente sindical. 

Diante dessas informações do II Censo, “poderemos construir mecanismos para combater as discriminações existentes, além de traçar políticas para enfrentar as desigualdades de gênero, raça, orientação sexual e de trabalhadores(as) com deficiência”, salienta a diretora da Contraf-CUT.

Responda no banco ou até em casa ou no celular

Para participar do II Censo é simples, rápido e seguro, pois as respostas são sigilosas e confidencias. Você pode responder no local de trabalho no banco ou em casa ou no celular. Não leva mais que oito minutos em média. 

A exigência do CPF e da data de nascimento completo permite o acesso ao questionário somente de bancário ou bancária, pois o sistema está criptografado e não há como identificar quem participa. 

“Com a possibilidade de responder online de qualquer lugar via celular e tabletes é possível ampliar ainda mais o número de participantes no II Censo”, ressalta Andrea.

Não deixe questionário pela metade

Foi também detectado que muitos colegas começaram a responder o questionário, mas por motivos diversos não concluíram, ficando pela metade. Logo, é urgente retornar ao sistema e finalizá-lo para que suas informações sejam contabilizadas.

O questionário apresenta cinco páginas e as informações que foram prestadas estão salvas no sistema. Agora, cada bancário e bancária precisa concluir e enviar os seus dados. “Não deixe para última hora, responda o quanto antes e ajude a construir um retrato mais real possível da categoria”, conclui Andrea. 


Fonte: Contraf-CUT