Seeb CE

A reunião contou com as presenças dos presidentes da Contraf-CUT, Roberto von der Osten - Seeb CE

A reunião contou com as presenças dos presidentes da Contraf-CUT, Roberto von der Osten

A minuta foi construída durante o XXII Congresso Nacional dos Funcionários do BNB, realizado em Juazeiro do Norte (CE), nos dias 1 e 2 de julho  –  A pauta específica dos funcionários do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) foi entregue, nesta terça-feira (16), na sede administrativa do Banco, em Fortaleza. A reunião contou com as presenças dos presidentes da Contraf-CUT, Roberto von der Osten, e do BNB, Marcos Holanda, o que mostra uma valorização cada vez maior do funcionalismo, através das suas entidades representativas e pela própria empresa.

A minuta foi construída durante o XXII Congresso Nacional dos Funcionários do BNB, realizado em Juazeiro do Norte (CE), nos dias 1º e 2/7, reunindo cerca de 100 bancários de todo o Nordeste. São 79 cláusulas englobando temas como remuneração, emprego, saúde, previdência e condições de trabalho, segurança, igualdade de oportunidades e questões sindicais.

“Nós temos certeza de uma coisa: os bancos, mesmo na crise, têm lucro, o BNB inclusive. Nós estamos dizendo que o Banco tem condições de nos atender, dentro da conjuntura, e dissemos que, por nosso lado, nós também estamos preparados para mais uma luta. Sempre a nossa Campanha Nacional dos Bancários é feita em dias frentes: uma com os patrões, quando defendemos as nossas conquistas, os nossos direitos, e uma frente institucional, onde a debatemos com a sociedade questões que atingem todos os trabalhadores de uma maneira geral”, destacou o presidente da Contraf-CUT, Roberto Von der Osten.

Só a luta te garante – O presidente da Contaf-CUT enfatizou ainda o momento político que vivemos no país. Segundo ele, este é um ano duro, onde o Congresso Nacional ultraconservador está tentando retirar direitos da classe trabalhadora. “Hoje eles têm 2/3 do Congresso Nacional e podem mudar inclusive a Constituição, se desejarem. Nessa conjuntura vai ser duro, mas nós temos um segredo na nossa campanha que é a unidade nacional. E nós temos que colocar na cabeça de cada bancário que nós estamos em luta de classe e que os trabalhadores têm o poder de construir a sua própria história. Então, vamos dizer para cada um: só a luta de garante. E eles vão com certeza entender o recado e vamos sair vitoriosos”, concluiu.

“Nós enfatizamos a necessidade da manutenção do diálogo, da defesa das nossas conquistas e direitos. A pauta que nós entregamos, inclusive, retrata isso, que nós não vamos admitir nenhum retrocesso nos nossos direitos conquistados ao longo de muito tempo e colocamos isso muito claramente para o presidente do Banco e esperamos que a direção do BNB tenha compreendido a importância desse nosso posicionamento”, completou Tomaz de Aquino, coordenador da Comissão Nacional dos Funcionários do BNB (CNFBNB).

Fonte: Seeb CE