sexta-feira, novembro 22, 2019
Home > Bancos > Itaú propõe acordo para PCR 2017/2018 e Contraf-CUT orienta assembleia até dia 28

Itaú propõe acordo para PCR 2017/2018 e Contraf-CUT orienta assembleia até dia 28

Arquivo/Contraf-CUT

O acordo com validade de dois anos segue o reajuste da campanha salarial da categoria bancária – A proposta para renovação do acordo do Programa Complementar de Resultados (PCR) do Itaú segue os reajustes da Campanha Nacional fechados com a Fenaban. Terá validade por dois anos, 2017 e 2018, e prevê reposição integral da inflação, medida pelo INPC/IBGE, mais 1% de aumento real.

Para 2017 o valor a ser reajustado será de R$ 2.468,00 pelo índice da campanha salarial + 1% de aumento real. Se o ROE Médio Recorrente Anualizado, retorno sobre o patrimônio líquido, for maior que 23%, o valor reajustado será de R$ 2.587,00 e para 2018 o critério de reajuste será o mesmo aplicado em 2017.

A Contraf-CUT indica aprovação da proposta e orienta os sindicatos a realizarem assembleias até o dia 28/12/2016, com publicação de edital, no prazo e forma previstos no estatuto da entidade.

Para o coordenador da COE do Itaú, Jair Alves, essa é uma grande conquista específica para os funcionários do banco. “Foi fruto de muita mobilização. Um acordo de dois anos, nesta conjuntura que todos os trabalhadores enfrentam, é muito importante e indicamos a aprovação da proposta”, ressalta.

Beneficiados pelo PCR

•    Relativo ao exercício de 2017, todos os empregados que tenham sido admitidos até 31 de dezembro de 2016 e estejam em efetivo exercício em 31 de dezembro de 2017;
•    Relativo ao exercício de 2018, todos os empregados que tenham sido admitidos até 31 de dezembro de 2017 e estejam em efetivo exercício em 31 de dezembro de 2018.

Fonte: Contraf-CUT