domingo, setembro 15, 2019
Home > Bancos > Bancárias e bancários da Paraíba aprovam proposta da Fenaban e dos bancos públicos

Bancárias e bancários da Paraíba aprovam proposta da Fenaban e dos bancos públicos

Na noite desta quarta-feira, 29 de agosto, as bancárias e os bancários da base de atuação do Sindicato dos Bancários da Paraíba, discutiram e deliberaram pela aceitação das propostas apresentadas pelos bancos, na Assembleia realizada no ginásio de esportes da Entidade.  A decisão foi tomada por bancárias e bancários da rede privada e pela maioria dos funcionárias e funcionários do Banco do Brasil, Banco do Nordeste do Brasil (BNB) e Caixa Econômica Federal, que aprovaram a proposta apresentada pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), válida para todos –  reajuste de 5% nos salários (que corresponde a reposição da inflação mais 1,18% de aumento real), PLR e demais verbas e mantém todos os direitos previstos na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) – mais as propostas específicas do BB, Caixa e BNB.

O presidente do Sindicato e membro do Comando Nacional dos Bancários, Marcelo Alves, que participou de todas as rodadas de negociação, falou das dificuldades enfrentadas durante a campanha deste ano, ante a atual conjuntura política e econômica. “Sabíamos, desde o início, do campo de batalha que seria a negociação. Foram 10 rodadas de enfrentamento com os representantes dos bancos e vimos de perto a ganância dos banqueiros que são os que mais lucram, independentemente de crise ou não. Enfrentamos a ameaça de retirada de direitos e a prepotência do setor que mais explora o trabalhador e fomos vitoriosos por mantermos a convicção de que nenhum direito deve ser colocado em cheque. Lutamos pela manutenção de todos os direitos e o reajuste acima da inflação com muita negociação. Estamos convictos que fizemos o melhor para garantirmos nossos direitos nessa luta de todos nós; Todos por Tudo”, concluiu.

CONFIRA AS PROPOSTAS: GERAL E ESPECÍFICAS

BB apresenta proposta final, com todos os direitos mantidos

Confira a proposta final da Caixa Econômica Federal

Proposta do BNB garante direitos e apresenta avanços

Fenaban apresenta proposta de reajuste de 5% e garantia de todos os direitos

PLR
Assim, com o reajuste, a parcela fixa da regra básica da PLR passa a R$ 2.355,76 – lembrando que a esse montante é somado 90% do salário base –; e o teto da parcela adicional (distribuição linear de 2,2% do lucro líquido do banco) passa a R$ 4.711,52.
Na antecipação, os bancários recebem 60% da regra básica, ou seja, 54% do salário + R$ 1.413,46; e a parcela adicional: distribuição linear de 2,2% do lucro líquido do semestre, com teto de R$ 2.355,76 (tabela abaixo mostra quanto bancários receberá de acordo com seu salário).
Como ficou acordado na mesa de negociação, com a proposta da Fenaban aprovada, a antecipação da PLR será creditada até o dia 20 de setembro (o BB credita antes).

Confira a regra da PLR
PLR Total: Regra Básica + Parcela Adicional
• Regra Básica: 90% do salário + valor fixo de R$ 2.355,76. Caso o montante não atinja 5% do lucro líquido dos bancos o valor será elevado até o limite individual de 2,2 salários.
• Parcela Adicional: Distribuição linear de 2,2% do lucro líquido anual dos bancos, com teto de R$ 4.711,52
Antecipação da PLR
• 60% da regra básica, ou seja, 54% do salário + R$ 1.413,46
• Parcela adicional: Distribuição linear de 2,2% do lucro líquido semestral dos bancos, com teto de R$ 2.355,76

Fonte: Seeb – PB, com ContrafCUT.