sexta-feira, maio 24, 2019
Home > Notícias do Sindicato > Bancários respondem à Consulta Nacional

Bancários respondem à Consulta Nacional

Bancárias e bancários de todo o país estão respondendo ao questionário da Consulta Nacional. As respostas contribuirão com a definição das ações da categoria até que se inicie a próxima Campanha Nacional dos Bancários, em 2020.

“É fundamental que toda a categoria se envolva e responda ao questionário, para que a pesquisa retrate com maior precisão a posição dos bancários e bancárias de todo o território nacional referente aos temas tratados”, ponderou a presidenta da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), Juvandia Moreira, que é também coordenadora do Comando Nacional dos Bancários, entidade que aglutina quase a totalidade dos sindicatos e federações de bancários das mais diferentes correntes políticas que atuam no movimento sindical bancário.

“Os dirigentes estão em contato com a categoria durante todo o ano. Mas, a Consulta é o momento de escuta-la oficialmente. Por isso, os dirigentes precisam ter na ponta da língua a resposta para cada pergunta que lhes forem feitas sobre o questionário e os temas que eles tratam. Os bancários precisam responder à Consulta com conhecimento de causa, com consciência”, explicou a presidenta da Contraf-CUT.

Como, em 2018, a categoria firmou acordo que garante a manutenção de todos os direitos previstos na sua Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) e aumento real para os salários, vales refeição e alimentação e demais cláusulas econômicas, neste ano a categoria ajudará a definir as prioridades da atuação do movimento. Por isso, além de responder questões referente aos bancos públicos e saúde e condições de trabalho, as questões buscam captar a opinião da categoria sobre a reforma da Previdência. “É importante ter conhecimento da posição do bancário sobre este tema que afetará todos os trabalhadores, seja de empresas públicas ou privadas”, completou Juvandia.

O levantamento será realizado durante os meses de abril e maio. Ao final, sindicatos e federações vão tabular as informações e enviar para a Contraf-CUT, que juntará os dados de todo o país. O resultado será divulgado durante a Conferência Nacional dos Bancários, que será realizada de 2 a 4 de agosto, em São Paulo.

Reforma da PrevidênciaPara contribuir com o debate e a reflexão da categoria, a Contraf-CUT produziu uma cartilha de bolso sobre a reforma da Previdência. De uma forma simples e didática o material explica os principais pontos da proposta do governo, que pretende dificultar o acesso e reduzir os valores da aposentadoria.