segunda-feira, agosto 19, 2019
Home > Destaques > Bancários paralisaram agências do centro de João Pessoa na Greve Geral desta sexta-feira, 14

Bancários paralisaram agências do centro de João Pessoa na Greve Geral desta sexta-feira, 14

Nesta sexta-feira, 14 de junho, dia de Greve Geral contra a reforma da Previdência, os cortes na educação e em defesa do patrimônio público e da democracia os bancários da Paraíba aderiram ao movimento, paralisando as agências bancárias do centro de João Pessoa.

À tarde, na Lagoa do Parque Solon de Lucena, os bancários se juntaram aos trabalhadores de outras categorias e aos movimentos estudantil e sociais para protestar contra os desmandos do governo ultraliberal de Jair Bolsonaro.

O presidente do Sindicato dos Bancários da Paraíba, Marcelo Alves, avaliou positivamente a participação da categoria nas atividades paredistas de hoje, mas confessou que esperava maior adesão de bancárias e bancários na Greve Geral.

“Esperávamos uma maior participação de bancárias e bancários nesta sexta-feira de Greve Geral, ante a insatisfação que diariamente percebemos nos locais de trabalho. Entretanto, não temos como mensurar se o fato tem relação com a apatia ou se os dois dias de chuvas ininterruptas influíram nessa baixa participação nas paralisações de hoje. Temos a consciência tranquila que fizemos o esforço necessário para mobilizar a base, seja através das redes sociais, principalmente na nossa página na Internet, e também no corpo-a-corpo nas visitas aos locais de trabalho. A diretoria do Sindicato entende que a classe trabalhadora deve ocupar todos os espaços para resistir à aprovação dessa temerária reforma da Previdência, aos ataques ao patrimônio nacional, através das privatizações, inclusive dos bancos públicos, e à democracia. E que bancárias e bancários fiquem atentos, pois em 2020 teremos que negociar a nossa pauta de reivindicações com os banqueiros, que são os principais interessados na reforma do jeito que o governo quer, para ficar com a fatia da capitalização”, concluiu Marcelo Alves.

Fonte: Seeb-PB