sábado, outubro 19, 2019
Home > Destaques > Bancários aderem aos PDVs do Bradesco e Itaú e Sindicato faz remanejamento dos membros da diretoria administrativa

Bancários aderem aos PDVs do Bradesco e Itaú e Sindicato faz remanejamento dos membros da diretoria administrativa

Na sexta-feira, 04 de outubro, a diretoria do Sindicato dos Bancários da Paraíba se reuniu para discutir e deliberar sobre o remanejamento dos membros da diretoria administrativa, devido à adesão de alguns diretores aos programas de demissão voluntária dos bancos Itaú e Bradesco.

Com a adesão de José César Estrela e Carlos Henrique Bento Barão (Gaúcho) ao PDV do Itaú, e de Marcelo de Lima Alves e Rogério de Lucena Lima ao PDV do Bradesco, a diretoria da entidade analisou as peculiaridades de cada secretaria, inclusive a presidência do Sindicato, deliberando pelo seguinte remanejamento: Lindonjhonson Almeida Araújo, do Bradesco, assumiu a presidência do Sindicato, em substituição a Marcelo Alves, Silvana Maria Ramalho Rodrigues, da Caixa Econômica, assumiu a secretaria geral, substituindo Lindonjhonson Almeida, Paula Chaves Nóbrega, da Caixa Econômica, assumiu a secretaria de estudos socioeconômicos, em substituição à Silvana Ramalho, Edson Borges Silva, do Itaú, assumiu a secretaria de administração e patrimônio, substituindo Rogério Lucena, Felipe Rangel Pontes Lins, do Bradesco, assumiu a secretaria de esporte e lazer, em substituição a Carlos Henrique Bento Barão, Renata Ribeiro Bezerra da Silva, do Santander, assumiu a secretaria de cultura, substituindo César Estrela e Adriana Coelho Maletta, do Banco do Brasil, assumiu a secretaria para assuntos da mulher bancária, em substituição à Paula Chaves.

Marcelo Alves fez um breve resgate de sua atuação no movimento sindical bancário nesses 18 anos de militância, do início como suplente até ser eleito recentemente como presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas do Ramo Financeiro no Estado da Paraíba (Sintrafi-PB), agradecendo a confiança e o apoio recebido da diretoria nessa trajetória histórica.

“Agradeço de coração a confiança dos companheiros que me indicaram para assumir a presidência do Seeb-PB em plena campanha nacional de 2016, quando Marcos Henriques se desincompatibilizou para concorrer à eleição como vereador e também quando ele foi eleito e assumiu uma cadeira na Casa de Napoleão Laureano, quando a categoria bancária voltou à Câmara Municipal de João Pessoa. Jamais esquecerei a indicação e a nossa aprovação pela categoria com 98% dos votos válidos no pleito de maio deste ano para continuarmos à frente da luta dos bancários e bancárias na gestão Resistência e Luta. Durante essa caminhada, passamos por bons e maus momentos; passamos pelo golpe que derrubou Dilma, enfrentamos a era Temer, a prisão de Lula e estamos resistindo ao desastre Bolsonaro. Apesar da luta, vimos nossos direitos trabalhistas e nossas aposentadorias virarem fumaça como as árvores da Amazônia nas queimadas sem fim, a ameaça aos povos indígenas, o desaparecimento de Queiroz, a impunidade da morte de Marielle e seu motorista, o aumento do desemprego, os cortes na educação e a censura às manifestações culturais. Quando o Bradesco lançou o PDV refleti muito sobre tudo isso, conversei com minha família e analisei os pós e os contras à tomada de decisão. Foi uma decisão difícil, bastante pensada e medida com cautela e bom senso. A vida segue, vou com o sentimento do dever cumprido e tranquilo pela escolha do meu sucessor. Lindonjhonson Almeida reúne as condições de fazer uma boa administração, por ser um companheiro dedicado à causa da classe trabalhadora, que traz a experiência de muitos anos na militância sindical bancária e lhe sobra disposição de luta”, concluiu Marcelo Alves.

Fonte: Seeb – PB