terça-feira, fevereiro 25, 2020
Home > Bancos > Empregados da Caixa vão usar preto e retardar a abertura do expediente em uma hora nesta quinta-feira, 13

Empregados da Caixa vão usar preto e retardar a abertura do expediente em uma hora nesta quinta-feira, 13

Nesta quinta-feira (13), empregados e empregadas da Caixa Econômica Federal em João Pessoa vão usar preto e retardar a abertura do expediente ao público em uma hora em protesto contra a reestruturação na instituição financeira.  A atividade faz parte do Dia Nacional de Luta em Defesa da Caixa 100% Pública que acontecerá em todo o país.

Os bancos públicos estão sob constante ataque do governo Bolsonaro, através da chamada reforma administrativa para reestruturar todas as empresas públicas, estabelecer novas regras para contratação, demissão e planos de carreira, além de limitar os “gastos” com saúde dos funcionários, entre outros.  Mas, não é só pelas questões corporativas que os bancários estão protestando. Essa política de desmonte comandada pelo banqueiro e ministro da economia Paulo Guedes não se restringe ao sistema financeiro. Petrobrás, Eletrobrás, Correios e as demais empresas públicas estão  sob o mesmo ataque.

Os bancos regionais e estaduais, como o Banco do Nordeste, o Banco da Amazônia e o Banco do Pará enfrentam a mesma situação. Entretanto, o prejuízo maior para a sociedade é a ameaça de privatização disfarçada do Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, fundamentais para o desenvolvimento do país.

Os investimentos da Caixa Econômica Federal com o seu papel social impactam diretamente no desenvolvimento de um Brasil mais justo e digno para todos. Ela é responsável por 70% dos financiamentos habitacionais, por cerca de 120 milhões de pagamentos do Bolsa Família e por transferir R$ 4,5 milhões aos programas sociais nas áreas de seguridade social, esporte, cultura, segurança pública, educação e saúde.

Essa é uma luta de todos!