sexta-feira, junho 5, 2020
Home > Bancos > Emprego: Bradesco ‘defende’ manifesto pela não demissão, mas se nega a assinar acordo

Emprego: Bradesco ‘defende’ manifesto pela não demissão, mas se nega a assinar acordo

O Bradesco aparece entre as empresas idealizadoras do manifesto “Empresários, não demitam! Esta crise tem data para acabar”.No site oficial do manifesto, não há explicações sobre a criação, mas diz quem são as empresas idealizadoras. Os três maiores bancos privados do Brasil, além de BTG Pactual, Banco Inter e XP Investimentos aparecem entre as empresas idealizadoras.

“É engraçado o Bradesco colocado como um dos idealizadores do movimento, mas para o Comando Nacional ele não aceita se comprometer. Será que é aquele dito popular: ‘Faça o que digo, mas não faça o que faço?”, questionou Magaly Fagundes, coordenadora da Comissão Organizadora dos Empregados (COE) do Bradesco. “Nós achamos ótimo o movimento, mas queremos que o Bradesco assine o compromisso conosco também, como outros bancos já fizeram”, explicou.

“Assina o nosso manifesto também Bradesco. Só falta você!”, finalizou, ao lembrar que a COE está acompanhando se haverá demissões feitas pelo banco em todo o país.

Na semana passada, os bancos Itaú e Santander informaram ao Comando Nacional dos Bancários que acataram a reivindicação e que não demitirão trabalhadores enquanto a pandemia gerada pelo novo coronavírus (COVID-19) não for dissipada.

Seeb-PB com Contraf