Brigada Militar/Divulgação

Agência foi atacada por bandidos no final da noite desta quarta-feira - Brigada Militar/Divulgação

Agência foi atacada por bandidos no final da noite desta quarta-feira

De acordo com a Brigada Militar, os reféns foram usados como escudo humano durante o assalto – Nove pessoas foram feitas reféns no final da noite de quarta-feira (1°) na cidade de Piratini no Sul do Rio Grande do Sul, durante um ataque com explosivos a uma agência da cooperativa de crédito Sicredi.

De acordo com a Brigada Militar, os reféns foram usados como escudo humano durante a ação, mas nenhuma pessoa foi levada com os bandidos na fuga.

Os criminosos chegaram encapuzados ao local, na Rua Maurício Cardoso, por volta das 23h. Portando armas longas, o grupo fez reféns e mandou as pessoas se sentarem no meio-fio na calçada, próximo à agência bancária. Em seguida, explosivos foram instalados nos caixas eletrônicos. Três terminais de autoatendimento foram danificados. A quantia de dinheiro levada não foi informada.

A Brigada Militar não registrou feridos. Policiais realizaram buscas na região, mas até o momento, ninguém foi preso. A agência do Sicredi está isolada aguardando a realização de perícia.

Além dos caixas eletrônicos explodidos os bandidos ainda atiraram contra uma um banco de crédito localizado ao lado do Sicredi.

Ainda de acordo com a Brigada Militar, ninguém ficou ferido no ataque, e os bandidos conseguiram fugir.

Fonte: Seeb Porto Alegre e G1 / RS

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster