A queda da taxa básica de juro da economia brasileira, a Selic, vai obrigar os bancos a substituir o ganho fácil com os títulos públicos por novas fontes de receita, na opinião do ministro da Fazenda, Guido Mantega.

"Eles (os bancos) vão continuar tendo lucros elevados, o sistema financeiro brasileiro é muito sólido, só que a moleza acabou", afirmou Mantega, em entrevista exclusiva à editora da EXAME em Brasília, Angela Pimenta.

A queda da Selic afeta as opções de investimento das instituições financeiras porque reduz o rendimento oferecido pelo governo aos compradores de títulos públicos. Após o corte mais recente, em 11 de junho, a taxa básica de juros caiu para 9,25% ao ano, a mais baixa desde 1999.

Isso significa que ao comprar um título público, o banco passa a ter rendimento de 9,25% ao ano, taxa inferior ao que as instituições podem conseguir, por exemplo, alocando os mesmos recursos em determinadas modalidades de crédito.

Para o ministro, a diminuição da rentabilidade dos papéis do governo vai estimular a competitividade entre bancos e facilitar o crescimento de aplicações como os fundos de infra-estrutura.

Fonte: Portal Exame

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster