Crédito: Afubesp
Afubesp
Momento de resistência de funcionários e aposentados, durante integração

O grupo de banespianos que, reunidos no Esporte Clube Banespa em 21 de junho de 1983, fundou a Afubesp não tinha ideia do que ela se tornaria.

Já em seu nascimento o primeiro embate, a quem servir? Um conjunto de pessoas defendeu que fosse destinada apenas aos que estivessem em cargos gerenciais. No entanto, outro grupo – que pregava uma associação que abarcasse todos os banespianos – saiu vitorioso. Estava aí selado o destino da Afubesp: defender os interesses dos funcionários do banco sem nenhuma distinção de hierarquia ou situação – fossem eles da ativa ou aposentados.

A longa e bela história da entidade, que nesta sexta-feira, dia 21 de junho, completa 30 anos, bem que renderia um livro, cujo ponto alto certamente seria a luta contra a privatização do Banespa, que por mérito dos funcionários do banco, conduzidos pelas entidades sindicais e Afubesp, arrastaram o processo por seis anos.

O despertar de uma associação combativa, que acabou por se tornar referência no movimento de resistência dos trabalhadores, deu-se justamente após a intervenção no Banespa.

Após o leilão que vendeu o banco paulista ao espanhol Santander, a Afubesp manteve-se na linha de frente das negociações, junto aos sindicatos, com o objetivo de evitar que ocorresse no Banespa a mesma política de terra arrasada verificada em outras empresas privatizadas.

A manutenção da Cabesp e do Banesprev, a construção e renovação de acordo aditivo, que permitiu que milhares de banespianos se aposentassem com todos os direitos, são alguns dos resultados obtidos graças a atuação dos sindicatos com a colaboração significativa da Afubesp.

Mas as lutas travadas não ofuscaram o lado associativo da entidade, que evoluiu e ampliou sua comunicação, os serviços prestados aos seus sócios em diversos setores, em especial jurídico e convênios.

Sem contar a transformação aplicada na Colônia de Férias de Barbosa, que tornou-se um refúgio para os banespianos que buscam tranquilidade e contato com a natureza.

Ao mesmo tempo preocupa-se em ser uma instituição com responsabilidade social, colaborando continuamente com o Comitê Betinho e sendo parceira dos movimentos, negro e de pessoas com deficiência, por exemplo.

Com a mudança no perfil dos associados, hoje a grande maioria já está aposentado, criou o programa Afubesp Qualidade de Vida, que realiza eventos mensais com temas variados que privilegiam cultura.

Por tudo isso, a Afubesp se mostra firme, forte e sempre em movimento.

Fonte: Erika Soares – Afubesp

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster