Na quarta-feira, dia 6, mais uma agência foi assaltada em Curitiba por homens que passaram armas pela caixa de objetos da porta de segurança e renderam os vigilantes. Desta vez, foi a agência do Bradesco, no bairro Fazendinha, que foi roubada perto do meio-dia. Após o ocorrido, os funcionários foram dispensados e o local foi fechado ao público.

O presidente do Sindicato, Otávio Dias, e o dirigente sindical Ademir Vidolin, que são funcionários do banco, estiveram no local e orientaram o gerente da agência sobre a importância da abertura de CAT e da formalização de Boletim de Ocorrência sobre o assalto para que a saúde desses trabalhadores seja preservada.

"É importante destacar que, além de mais investimentos do sistema financeiro, o setor público precisa investir mais em segurança", defende Otávio.

Audiência pública

Na próxima quinta-feira, dia 14, será realizada audiência pública na Câmara de Vereadores de Curitiba, a partir das 14 horas, para apresentação e debate do Projeto de Lei 005.00203.2010, que tramita no legislativo municipal para combater crimes de "saidinha de banco", reflexo da proposta apresentada em dezembro de 2010 pelos Sindicatos dos Bancários e dos Vigilantes.

 
Fonte: Contraf-CUT
Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster