Crédito: Seec PE
Seec PE A agência do Bradesco em Abreu e Lima, região metropolitana de Recife, sofreu nesta quinta-feira, dia 2, o segundo assalto em dois meses. O último ocorreu em 28 de novembro passado e as técnicas utilizadas pelos bandidos se assemelham.

Da primeira vez, eles quebraram o vidro para entrar na agência. Desta vez, renderam os vigilantes através do vidro e o quebraram no momento da fuga.

"Isso mostra a fragilidade da segurança e o quanto seria importante o banco investir na blindagem dos vidros, como exige a Lei de Segurança Bancária municipal", afirma o secretário de Cultura, Esporte e Lazer do Sindicato dos Bancários de Pernambuco, Adeilton Filho.

Juntamente com o diretor Gilvan Santana, ele foi à agência para prestar assistência aos trabalhadores. A unidade ficou fechada durante todo o dia e, no final da tarde, por volta das 16h30, a psicóloga chegou ao local para prestar atendimento.

"Os funcionários estavam muito abalados porque é o segundo assalto em dois meses. Uma bancária, inclusive, está gestante. E viveu dois traumas deste tipo durante sua gravidez", diz Gilvan.

Adeílton orienta os trabalhadores a procurarem o Sindicato para emissão da CAT (Comunicação de Acidente de Trabalho). "Caso, no futuro, o trabalhador passe a sofrer algum transtorno psíquico por conta do assalto, este documento é o que vai configurar a doença como acidente de trabalho e garantir os direitos que são devidos", explica.

Números assombrosos

Com este, já são 10 assaltos a bancos em pouco mais de um mês. No ano passado, foram 16 ocorrências durante o ano inteiro.

Para a presidenta do Sindicato, Jaqueline Mello, essa nova onda de assaltos é fruto do descaso das instituições financeiras. "Na visão dos banqueiros, sai mais caro instalar equipamentos que poderiam coibir os assaltos do que deixar o crime acontecer, já que o dinheiro roubado tem seguro. Os bancos não estão nem aí para a vida dos bancários e clientes, pois até as indenizações por mortes saem mais baratas do que os investimentos necessários para garantir a segurança das agências", diz Jaqueline.

No último dia 20, o Sindicato realizou um ato no Bradesco da Encruzilhada para protestar contra a insegurança. O Bradesco, aliás, tem sido o principal alvo dos bandidos desde o início do ano. Dentre os 10 assaltos registrados, a instituição foi o cenário de seis.

Conheça as agências assaltadas em 2012:

1.Banco Popular (correspondente do BB) em Arcoverde
2.BB do Derby
3.Bradesco da UFRPE
4.Bradesco da Encruzilhada
5.Bradesco do Hospital Oswaldo Cruz
6.Itaú Prazeres
7.Bradesco próximo ao viaduto da Caxangá
8.Santander do Arruda
9.Bradesco da Compesa
10.Bradesco Abreu e Lima

Fonte: Seec PE

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster