São Paulo – Em assembléia realizada na quarta-feira, dia 29, os funcionários do Call Center do HSBC aprovaram a proposta de acordo coletivo para o setor de tele-atendimento do banco. O acordo tem validade de dois anos e garante pagamento de um valor adicional para quem trabalhar aos sábados, domingos ou feriados e a compensação automática com descanso em dia de semana.

Durante a assembléia, os bancários fizeram diversos questionamentos relacionados às condições de trabalho no departamento. Entre eles estão os problemas de segurança. "Vamos cobrar do banco a disponibilização de uma van para o transporte do local de trabalho até o metrô", diz o diretor da Contraf-CUT Nelson Nascimento.

Outro problema que precisa de solução, segundo o dirigente, é a falta de valorização dos assistentes de gerência no setor. "Queremos que todos esses trabalhadores sejam comissionados, uma vez que realizam trabalho de gerente, mas ganham muito menos", diz Nelson.

Os questionamentos envolveram ainda a diferenciação das metas para os sábados, domingos e feriados, a necessidade de manter a ginástica laboral nestes dias e que o adicional conquistado incida sobre todas as verbas salariais, como FGTS e férias, por exemplo. "Vamos procurar o banco e reivindicar todos estes pontos", diz o dirigente sindical.

Cipa – O Sindicato está cobrando que a direção do HSBC agilize a implantação de um ambulatório para os funcionários do Call Center. "As questões de saúde devem ser encaminhadas tanto pelo Sindicato quanto pelos cipeiros. Por isso, é importante que os bancários se organizem para formar uma Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa) forte e atuante", acrescenta Nelson.

Fonte: Danilo Pretti Di Giorgi – Seeb/SP

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster