Crédito: Seeb Rio Grande
Seeb Rio Grande
Trabalhadores protestam contra dispensas e condições de trabalho

Os bancários de Rio Grande, no Sul do Brasil, retardaram até o meio-dia na quinta-feira, dia 13, a abertura das agências Rio Grande, Marechal e Calçadão. O protesto é reflexo da prática adotada pelo banco espanhol que vem realizando demissões que não param e pioram as precárias condições de trabalho.

O banco já sofre com a falta de funcionários e cada vez mais reduz o número de postos de trabalho. Esse problema vem aliado à pressão das metas abusivas, gerando um péssimo ambiente de trabalho, estresse, assédio moral e, por conseguinte, o adoecimento dos funcionários.

Contudo, isso não afeta apenas os bancários. Os clientes e usuários também sofrem com o reduzido número de funcionários. Mas, apesar disso, o banco segue cobrando altas taxas de juros e tarifas exorbitantes.

O lucro do Santander no Brasil representa 26% de seu lucro mundial. Em nenhum outro país o banco ganhou tanto dinheiro. Mas ainda assim, ele segue a demitir, prejudicando os funcionários e clientes.

Para o Sindicato dos Bancários de Rio Grande, a manifestação foi mais um passo na luta por mais e melhores empregos, melhores condições de trabalho e qualidade de atendimento aos clientes.

Santander, respeite o Brasil e os brasileiros!

Fonte: Contraf-CUT com Seeb Rio Grande

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster