A Contraf-CUT, federações e sindicatos definiram na manhã desta sexta-feira (8), em São Paulo, a pauta de reivindicações específicas dos funcionários, visando a renovação do acordo aditivo do Santander à Convenção Coletiva de Trabalho (CCT). A vigência termina no próximo dia 31 de agosto, assim como o prazo do acordo do Programa de Participação nos Resultados Santander (PPRS) e os termos de compromisso Cabesp e Banesprev. 

A minuta será agora redigida e submetida para a aprovação de assembleias em todas as bases sindicais onde há unidades do Santander até a próxima quarta (13). A entrega para a direção do banco está marcada para quinta (14), às 14h, na capital paulista.

A elaboração da pauta ocorreu durante a reunião ampliada da Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Santander, no auditório da Contraf-CUT, com a participação de mais de 50 dirigentes sindicais de todo o país. Houve atualização de várias demandas da minuta anterior entregue em 2012, bem como a inclusão de novas propostas dos trabalhadores do banco.

Também ocorreu a apresentação da consulta feita por vários sindicatos aos funcionários do banco, que apontaram as prioridades para as negociações específicas, destacando-se a garantia de emprego, mais contratações e a manutenção do plano de saúde na aposentadoria nas mesmas condições vigentes quando na ativa. 

A economista do Dieese, Vivian Rodrigues, fez ainda uma apresentação sobre os números do balanço do primeiro semestre do Santander, que apurou lucro líquido gerencial de R$ 2,864 bilhões. Esse resultado significa 19% do lucro global do banco espanhol, que foi de 2,756 bilhões de euros.

Já foi enviado pela Contraf-CUT um comunicado interno aos sindicatos e às federações para a convocação das assembleias dos funcionários do banco, com todas as orientações jurídicas. 

“Esperamos obter novas conquistas econômicas e sociais nas negociações da pauta específica com o Santander, como forma de melhorar o emprego, a remuneração e as condições de trabalho, dentre outras tantas demandas, e valorizar todo o empenho e a dedicação dos funcionários, principais responsáveis pelos lucros bilionários do banco”, salienta Ademir Wiederkehr, secretário de Imprensa da Contraf-CUT.


Fonte: Contraf-CUT

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster