Crédito: Sindbancários
Sindbancários Agências de bancos privados foram paralisadas durante a manhã na capital – Até agora, a Fenaban tem usado a estratégia da enrolação. Os banqueiros vão para as mesas de negociação e ficam se fazendo de morto. Rodada após rodada, o Comando Nacional dos Bancários tem apresentado as pautas específicas, reivindicado sinalizações de avanço. Mas as respostas têm sido muito pouco favoráveis ao que queremos. Por isso chamamos um Dia Nacional de Luta dos Bancários, nesta segunda-feira, dia 15. Bancários de todo o país foram chamados a dar uma mostra de que não estamos para brincadeira.

Pois foi exatamente isso o que aconteceu no Centro de Porto Alegre. Agências de bancos privados ficaram toda a manhã paralisadas nesta segunda. Desde as primeiras horas da manhã, as portas não abriram. E tudo porque não há perspectivas de que haverá atendimento das nossas reivindicações e avanços importantes como aumento da PLR, reajuste de 12,5% nas verbas salariais, combate efetivo ao assédio moral, fim da pressão por metas inatingíveis e mais investimentos em segurança e saúde.

Mas os banqueiros não serão dobrados, se nós não formos à luta. E isso já ficou claro nas seis mesas de negociação. A nossa mobilização total, a nossa tradicional pressão e a organização da categoria, será capaz de tirar o banqueiro do silêncio. Os banqueiros da Fenaban prometem apresentar proposta na sexta-feira, 19/9. Um dia antes, na quinta-feira, dia 18, estamos convocando os bancários para o nosso tradicional Passeatão.

O Passeatão dos Bancários partirá da Praça da Alfândega, no Centro Histórico de Porto Alegre, às 16h, e irá percorrer as ruas do centro da cidade. Vamos levar a nossa alegria, a força da nossa categoria e a nossa vontade de conquistar direitos às ruas de Porto Alegre. Mas também vamos levar a nossa indignação e o nosso protesto contra a ausência de iniciativa da Fenaban de apresentar uma proposta decente.

“Já estamos há um mês em negociação com a Fenaban. Tratamos de vários temas como saúde, emprego, segurança, condições de trabalho e salário. E até agora só ouvimos não ou nenhuma resposta mais clara sobre a intenção de atender a nossa pauta de reivindicações. Esta semana será decisiva para a nossa Campanha Salarial. Depois dessa manifestação forte em frente aos bancos privados no centro de Porto Alegre, vamos todos ao Passeatão”, explicou o presidente do SindBancários.

O presidente do Sindicato disse também que a Campanha 2014 está nas ruas e é preciso que todos fiquem atento ao calendário de negociação. “Esta semana é decisiva para a nossa Campanha Salarial. Na semana passada, fizemos um grande ato em frente à Agência União, do Banrisul. Cortamos o bolo dos 86 anos do Banrisul e demos uma resposta à total falta de iniciativa da diretoria do Banrisul na primeira mesa de negociação. Estar atento e mobilizado nesta hora é fundamental para as nossas conquistas”, acrescentou Gimenis.

Fonte: Sindbancários Porto Alegre

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster