No site especial do Bradesco sobre sustentabilidade o banco informa que o "cliente encontra atendimento fácil em mais de 5.113 municípios brasileiros, além de acessibilidade para portadores de necessidades especiais, seja nas agências, nos postos de autoatendimento, pelo telefone ou pela internet". Na prática, não é bem isso o que o Sindicato dos Bancários de São Paulo constata.

No dia 20 de março, o Bradesco inaugurou uma agência na Avenida Tenente Marques, na região da Fazendinha, em Santana do Parnaíba – microrregião de Osasco. O problema é que a agência possui apenas um caixa.

Representantes do Sindicato estiveram no local na última sexta-feira 6. Por volta das 12h, uma fila com 50 pessoas já se formava na agência. O único caixa atende também clientes portadores de necessidades especiais. "Conversamos com alguns clientes e a média de espera na fila da agência chega a ser de quase duas horas. Isso é responsabilidade social?", diz o diretor do Sindicato e funcionário do Bradesco Rubens Blanes.

Blanes comenta que "este descaso do banco está sobrecarregando os poucos funcionários que existem na agência". Desde maio as denúncias estão sendo feitas para a direção do banco e nenhum retorno foi dado.

"Entrei em contato diversas vezes com o RH, que informou que repassaria a queixa à Gerência Regional. No entanto, há dois boxes de caixa no local e somente um funcionário para a função", diz o diretor. "Caso não aconteça a contratação de um novo funcionário para o caixa tomaremos medidas cabíveis para o banco respeitar os clientes e seus funcionários", conclui o diretor.

Fonte: Seeb São Paulo

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster