Os três maiores bancos brasileiros – Bradesco, Banco do Brasil e Itaú-Unibanco – estão entre os mais rentáveis das Américas, segundo levantamento da consultoria Economática, que tomou por base apenas as instituições bancárias com ativos acima dos US$ 100 bilhões no continente.

Dentre os 20 bancos de capital aberto dessa magnitude, as empresas nacionais BB, Bradesco e Itaú-Unibanco tiveram as maiores rentabilidades: respectivamente, 5,48%, 4,95% e 4,54%, considerando o primeiro trimestre deste ano.

O desempenho do trio de bancos brasileiros supera os dos bancos State Street Corporation (3,57%), American Express (3,16%) e Wells Fargo (3%), as instituições bancárias americanas melhor colocadas no levantamento da Economática.

Bancos dos EUA também preenchem a "lanterna" do ranking: SunTrust Banks (-3,70%), Capital One Finance (-0,42%) e Morgan Stanley (-0,38%).

A crise dos créditos "subprime" teve seu "epicentro" justamente nos EUA e provocou um rearranjo global no sistema bancário dos EUA, com a extinção e fusão de vários bancos, sendo que os sobreviventes receberam bilhões de dólares em ajuda federal para continuar em operação. Somente no primeiro trimestre, algumas instituições bancárias começaram a mostrar sinais de recuperação.

Para elaborar seu "ranking", a consultoria levou em conta o conceito de rentabilidade sobre patrimônio (ROE), de uso bastante frequente entre gestores de investimentos. O ROE é calculado considerado o resultado do trimestre (lucro ou prejuízo líquido) sobre o patrimônio líquido.

Fonte: Folha Online

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster