Os bancários do Itaú Unibanco devem ficar atentos ao processo de realocação promovido pela empresa. Quem não tiver informação suficiente ou se sentir prejudicado com a transferência deve procurar o Sindicato para que as medidas cabíveis sejam tomadas.

“Nosso objetivo com o centro de realocação é evitar demissões, assim como as outras propostas apresentadas na mesa de negociação à direção do banco para preservar os empregos neste processo de fusão. Todos os bancários têm de ter acesso democrático ao centro. Queremos acompanhar de perto as transferências para que ninguém saia prejudicado”, explica Luiz Cláudio Marcolino, presidente do Sindicato.

O programa de oportunidade de carreira do Itaú, que promovia migração de vagas e ascensão dentro do banco, ficou congelado depois da fusão com Unibanco e foi reaberto em abril a pedido do Sindicato. Desde que o negócio entre os dois bancos foi fechado, em novembro passado, 1.088 funcionários já foram realocados. O banco estudo a abertura de novas vagas. Cerca de 170 funcionários estão em processo seletivo interno.

Fonte: SEEB – SP / Fábio Jammal Makhoul

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster