O Sindicato dos Bancários do Piauí se reuniu nesta quarta-feira (11) com a cúpula da Polícia Militar do Piauí, em Teresina. Os bancários procuraram saber o que a polícia poderia fazer para melhorar as ações que visam combater a ocorrência de assaltos nas unidades bancárias. A resposta do Comando, que criticou o descaso dos bancos, foi de que as parcerias seriam uma alternativa.

Pelo Sindicato, estiveram presentes o presidente José Ulisses e o diretor João Neto. A cúpula da PM foi representada pelo comandante geral Rubens Pereira, o subcomandante coronel Carlos Augusto, o comandante do Policiamento da capital, Albuquerque, o comandante do policiamento do interior, coronel Jaime, e o comandante do Ronda Cidadão, Sá Júnior, além de responsáveis pelo monitoramento eletrônico.

Apesar das dificuldades, foi relatado pelos comandantes algumas deficiências no que se refere ao efetivo. Contudo, algumas ações começaram a ser implementadas, como por exemplo, o agendamento da inauguração da Companhia Independente de Luzilândia, no próximo dia 30, quando serão disponibilizados mais um veículo L200, motos e viaturas, bem como armamento de maior precisão para o combate aos assaltos.

A companhia ficará localizada em frente ao Banco do Brasil daquela cidade, onde foi morto o gerente após ter sido feito refém durante assalto. Também foram montados grupos básicos no interior, mais precisamente nas zonas de fronteira, além de implementação, no primeiro momento, de Grupos de Operações Táticas em 11 cidades.

O comandante geral e o comandante do Policiamento do Interior já ordenaram aos comandantes de todas as companhias do interior do Estado que façam uma permanente vigilância no entorno das agências bancárias localizadas em cada município.

Tanto o secretário de segurança como o comando da PM foram enfáticos em afirmar a falta de colaboração por parte dos bancos no que diz respeito ao quesito segurança, como por exemplo, dificultar o repasse de informações sobre os assaltos, uma vez que não cedem imagens de gravação do circuito interno de TV. Informaram ainda que boa parte dos alarmes dos bancos não funciona a contento.

O Sindicato assumiu o compromisso de agendar uma reunião com os gestores dos bancos (superintendentes, diretores regionais, gerentes gerais do banco), onde serão apresentadas propostas de parceria entre estas instituições e a PM para um melhor monitoramento e ação integrada de combate aos assaltos a bancos.

Fonte: Contraf-CUT com Seeb Piauí

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster