Uma carta-resposta foi enviada nesta terça-feira, dia 21, para a diretora de recursos humanos do Santander, Lílian Guimarães, informando os nomes das cinco entidades que irão formar o Grupo Técnico de Trabalho (GT) do Banesprev. Também foi solicitada a sua imediata instalação, com o início urgente dos trabalhos, tendo em vista a convocação da assembléia geral extraordinária do Banesprev para o próximo dia 1º de agosto, em São Paulo.

As cinco entidades são: Sindicato dos Bancários de São Paulo, Fetec/CUT-SP, Federação dos Bancários de SP/MS, Contraf/CUT e Contec. No documento, encaminhado pela secretária-geral do Sindicato, Juvândia Leite, foi enfatizado que "os representantes sindicais querem um ritmo de trabalho acelerado, com discussões sobre os pontos propostos na reforma dos estatutos do Banesprev".

Os bancários reafirmam o Termo de Compromisso do Banesprev, assinado com o Santander, no último dia 30 de março, onde consta a formação do GT, de composição paritária, para discutir a reestruturação do fundo de pensão dos banespianos. "A realização de assembléia, sem discussões prévias no GT sobre as propostas de alterações estatutárias, configura flagrante descumprimento do compromisso firmado pelo banco com as entidades sindicais, o que revela prática anti-sindical e é inaceitável, abrindo perigoso precedente para funcionários da ativa e aposentados", aponta o secretário de imprensa da Contraf-CUT, Ademir Wiederkehr.

"Na única ocasião em que um GT foi instalado, os seus trabalhos levaram à reforma estatutária consensual da Cabesp, que lançou com sucesso o plano Cabesp Família", destaca o presidente da Afubesp, Paulo Salvador.

As procurações dos participantes e assistidos do Banesprev, que não puderem participar da assembléia, devem ser enviadas para a Afubesp ou à Contraf-CUT.

Fonte: Contraf-CUT com Seeb São Paulo e Afubesp

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster