A penúltima quarta-feira do mês de abril (20) ainda estava começando quando os moradores de Bom Jesus do Tocantins, sudeste do Pará, foram surpreendidos com uma quadrilha formada por aproximadamente sete homens que invadiram a agência do Banco do Brasil do município.

Em uma tentativa frustrada de abrir o cofre do banco, os bandidos acabaram explodindo a agência e fugiram sem levar nada. Depois da ação, os moradores de Bom Jesus ficaram sem energia elétrica.

Segundo informações da Polícia Civil, quatro pessoas foram feitas reféns, entre eles o vigilante do banco que na fuga da quadrilha foi levado como refém. Ele foi abandonado, em um ramal, conhecido como estrada do Cacoal, na entrada do município. Os bandidos fugiram por uma estrada que dá acesso ao estado do Maranhão. Até agora ninguém foi preso.

As Polícias Civil e Militar local e de municípios próximos, e da Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), já estão na região para apurar o fato. Peritos do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves também estão na cidade para periciar o prédio.

Por telefone, a superintendência do Banco do Brasil informou ao Sindicato dos Bancários do Pará que os funcionários do banco foram remanejados para agências de cidades vizinhas. Ainda não há previsão para que a agência volte a funcionar.

Ainda de acordo com a superintendência, uma equipe de profissionais da área de saúde está a caminho da cidade para prestar todo o atendimento necessário aos bancários e bancárias da agência. Outra equipe de segurança do banco também deve chegar ainda hoje ao município para ajudar nas investigações.

"Vamos acompanhar todo o atendimento médico e psicológico que será dado aos funcionários do BB, pois é direito do trabalhador ter essa assistência por parte do empregador. Infelizmente os assaltos a bancos no interior do Estado têm se tornado cada vez mais freqüentes, e a categoria, clientes e usuários têm que conviver com essa insegurança diariamente", ressalta a presidenta do Sindicato, Rosalina Amorim.

"Exigimos que a segurança seja uma prioridade em nosso Estado, pois o número de ocorrências até agora [11] já supera o do mesmo período do ano passado [7 assaltos de janeiro a abril de 2010]", conclui.

Fonte: Seeb Pará

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster