Crédito: Tadeu Vilani / Agencia RBS

Tadeu Vilani / Agencia RBS

Bandidos realizaram na madrugada de domingo, dia 4, um ataque com explosivos a uma agência do Banco do Brasil no município de Feliz, no Vale do Caí, no interior do Rio Grande do Sul. Durante a movimentação, moradores ouviram o alarme tocar e avisaram a polícia.


A explosão ocorreu por volta da 1h30 e deixou praticamente destruído o andar térreo do prédio, que fica na Rua Tiradentes, no centro da cidade.

Houve troca de tiros e um dos bandidos teria sido atingido, segundo informações preliminares da Brigada Militar. Os ladrões conseguiram fugir e ainda não há informações sobre o paradeiro do grupo. O local foi interditado para perícia.


Dinheiro ficou espalhado 


A explosão espalhou dinheiro nos arredores da agência. Notas de R$ 100, R$ 50 e R$ 20 foram recolhidas. Houve tiroteio entre uma patrulha da Brigada Militar e os bandidos. No local, marcas de sangue indicam que algum assaltante pode ter ficado ferido. Estão sendo feitas buscas em hospitais da região.


Jorge Zimmer – morador da cidade, aposentado do Banco do Brasil e vereador – foi avisado pelo sobrinho que mora perto da agência e chegou ao local às 2h, minutos depois do ataque:


– Ficou com dinheiro na calçada, mas não consegui entrar na agência. Ficou tudo de ponta-cabeça. Logo isolaram o local, porque tinha muitos populares, mas não vi ninguém pegar o dinheiro. Só comentarem que tinham notas espalhadas – contou.


Além de Zimmer, a explosão atraiu dezenas de moradores ao local. 


No final da madrugada, uma equipe de policiais e funcionários da agência ainda recolhiam cédulas intactas na calçada e entre os escombros dos equipamentos e do mobiliário do banco. Às 6h, cacos de vidro ocupavam a rua nos arredores da agência. Prédios vizinhos apresentavam marcas de tiro. 


Um morador de um prédio que fica a 150 metros de distância abordou os policiais e informou que um projétil ricocheteou na parede do quarto do seu filho, e caiu sobre a cama, queimando o lençol. Não havia ninguém no quarto naquele momento. 


Polícia em alerta


Esta foi a segunda investida do tipo nos primeiros dias de dezembro. Na sexta-feira, bandidos atacaram a agência do Banco do Brasil de Tapes. 


A retomada em dezembro dessa modalidade de ataque com explosivos – os dois últimos haviam ocorrido no último final de semana de outubro -, combinada à proximidade do final de ano que eleva o fluxo de dinheiro no comércio local de cidades do Interior, deixa as autoridades policiais preocupadas com a possibilidade de novos ataques.


Em entrevista ao jornal Zero Hora de sábado, o delegado Juliano Ferreira, titular da Delegacia de Roubos, mostrou-se preocupado.


– Estamos em alerta, pois podem ocorrer novos ataques, sim – disse o delegado na ocasião. 


Outros ataques no RS em 2011


Levantamento feito por Zero Hora mostra que em 2011 aconteceram, além deste de Feliz, pelo menos dez outros ataques a terminais bancários com explosivos, três deles em Caxias do Sul. 


Outros dois casos foram registrados em Nova Roma do Sul, em fevereiro e em junho. Sentinela do Sul e Sapucaia do Sul também tiveram ataques, além de Arroio dos Ratos, Nova Petrópolis e o caso de Tapes, na sexta-feira. 


Fonte: ZeroHora.com

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster