A Polícia Civil prendeu três homens nesta terça-feira (13) à tarde tentando realizar o crime conhecido como "saidinha bancária", em São Paulo. Como o uso de celulares foi proibido dentro das agências, o trio desenvolveu uma nova estratégia para escolher vítimas para roubar, segundo a Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado.

O grupo estaria em posições estratégicas para encontrar uma vítima, se comunicando através de sinais. A ação aconteceu em Perdizes, na zona oeste da capital paulista. Os policiais realizavam levantamentos na avenida Marquês de São Vicente, na mesma região, quando perceberam a articulação do roubo.

Os investigadores passaram a acompanhar as ações dos suspeitos e viu quando um deles entrou no banco. Outro rapaz ficou no saguão, um terceiro se posicionou junto à mesa do gerente e outros dois acompanhavam o movimento de clientes nos caixas.

Os policiais apreenderam um revólver e quatro motos, que seriam utilizadas na perseguição do cliente e fuga. Foram detidos os ajudantes Rodrigo Batista da Silva, de 20 anos, e Cristiano Antônio Oliveira, de 23, e o mensageiro Walter Moreira Pieve, de 20 anos.

Eles foram autuados por formação de quadrilha e admitiram informalmente que assaltavam clientes na região da Lapa e Perdizes.

Fonte: Agência Estado

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster