Dentro do esforço do governo de recuperar o mercado de crédito no País, o Banco do Brasil anunciou ontem que dobrou o limite para financiamentos por meio do cartão BNDES, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social. Agora, o valor dos empréstimos feito a empresas, com taxas de juros reduzidas de 1% ao mês, pode ser de até R$ 500 mil.

O cartão é direcionado para micro, pequenas e médias empresas (com faturamento anual de até R$ 60 milhões) que adquirem bens de produção e insumos. O prazo máximo de pagamento também foi ampliado. Agora, em vez de 36 meses, o empresário terá 48 meses pra quitar a dívida.

Essa medida já havia sido autorizada pelo BNDES em janeiro e agora está sendo efetivamente aplicada pelo Banco do Brasil, que é o principal agente repassador dos recursos do BNDES por meio desse cartão, tendo 63% dos cartões emitidos no País.

Segundo o gerente executivo da diretoria de micro e pequenas empresas do BB, Sérgio Rau, a medida significa um aumento na capacidade de as empresas comprarem máquinas e equipamentos e, assim, fazerem investimentos no potencial produtivo. O cartão ainda permite, em alguns casos, a compra de insumos, o que significa capital de giro.

RELEVÂNCIA

Setores como o de panificação, por exemplo, poderão comprar farinha de trigo com o cartão BNDES. "Esta medida é de muita relevância", afirmou Rau.

O executivo explicou que o aumento no valor máximo das operações não significa diminuição no número de empréstimos que poderão ser feitos, pois o BNDES não definiu um limite de recursos a serem repassados. "Nós podemos atender a toda demanda enquanto o BNDES tiver recursos. Não há limite", explicou.

Apesar de o limite por cartão ter dobrado, Rau disse ainda não ter previsão de qual será o montante total que deve ser emprestado por esse instrumento neste ano.

Em 2008, foram R$ 724,3 milhões emprestados por essa modalidade de crédito para as pequenas e médias empresas. "Com certeza vai superar 2008", disse o executivo do Banco do Brasil.

NÚMEROS

R$ 60 milhões é o valor máximo de faturamento anual das empresas que podem utilizar o cartão BNDES.

48 meses é o novo prazo máximo de pagamento do financiamento, antes
esse prazo era de 36 meses.

R$ 724 milhões é o valor que foi emprestado no ano passado por essa modalidade de crédito para as empresas, segundo o BB.

Fonte: O Estado de São Paulo / Fabio Graner, Brasília

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster