O cliente Rodrigo Silva Bastos, de 35 anos, foi assassinado na quinta-feira (28) em uma "saidinha de banco" em Belém. Era empresário e acabava de sair de uma agência do Santander, localizado na avenida Nazaré, no bairro de São Brás. Ele foi ao banco para sacar dinheiro e fazer o pagamento de funcionários.

A morte do cliente foi denunciada à Fenaban pelo diretor do Sindicato dos Bancários do Pará, Sandro de Mattos, durante a Mesa Temática de Segurança Bancária, realizada na tarde de mesma quinta-feira, em São Paulo. O crime da "saidinha de banco" esteve na pauta de debates, mas nenhuma medida proposta pela Contraf-CUT foi aceita pelos bancos.

Violência

Rodrigo retornava para casa quando foi abordado por dois homens em uma motocicleta na travessa Três de Maio com a avenida Conselheiro Furtado. O crime foi a poucos metros da residência da vítima. Os assaltantes aproveitaram o semáforo vermelho para encostar no carro e cometer o crime.

Segundo testemunhas, o assaltante que estava como carona na moto pediu para o empresário abaixar o vidro e passar o dinheiro. Ele se recusou e foi efetuado o primeiro tiro, que quebrou o vidro do carro, um Picasso de placas JCC-6456, e o atingiu na perna direita. Rodrigo tentou sair do carro, fazendo o gesto de tirar o cinto de segurança, e foi baleado duas vezes nas costas.

A vítima ainda foi socorrida pela Polícia Militar, mas não resistiu aos ferimentos e morreu em frente ao Hospital Porto Dias, para onde era levada.

Clique aqui para ver o vídeo da Rede Record.

Nesta sexta-feira (29), a PM faz buscas na região e tenta conseguir imagens do circuito de segurança do banco para identificar os suspeitos do crime.

Fonte: Contraf-CUT com R7

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster