Um cliente, de 55 anos, foi morto a tiros no início da tarde de quinta-feira (17), no bairro nobre de Itaim Bibi, na zona oeste de São Paulo. Era sargento reformado da Polícia Militar. Foi mais uma vítima do crime de "saidinha de banco".

De acordo com a PM, ele foi assassinado depois que deixou uma agência. O nome não foi divulgado.

A PM disse que a vítima foi abordada quando saiu do banco, por volta do meio-dia, na rua Ministro Jesuíno Cardoso. Ele reagiu e foi baleado. Ainda foi levado para o pronto-socorro do Hospital São Paulo, mas não resistiu aos ferimentos.

O sargento, cujo nome não foi divulgado, era reformado na PM desde março de 2004. Quando se aposentou, ele trabalhava no 22º Batalhão da capital paulista.

Fonte: Contraf-CUT com Folha de S. Paulo

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster