A tarde de terça-feira (9) vai ficar na memória de uma comerciante de 42 anos, de Joinville. Ela foi assaltada por uma dupla quando saía de uma agência do Itaú e viu um dos ladrões ser morto pela PM, numa ação cinematográfica, no Centro de Joinville, em Santa Catarina.

A mulher sacou dinheiro na agência que fica na rua do Príncipe, e seguiu em direção a outro banco, no shopping Cidade das Flores, onde pagaria algumas contas. Mas ela nem imaginou que estava sendo monitorada por uma dupla de assaltantes.

Ela e a filha de 12 anos seguiam a pé com R$ 3,2 mil em um malote. Foram abordadas por um homem na rua Princesa Isabel, em frente à agência do Banrisul. Ele estava armado e exigiu a bolsa, o malote com o dinheiro e um relógio.

"Nem pensei em nada. Só dei o malote para ele, agarrei a minha filha e entrei numa loja que tinha em frente para me proteger", disse.

Pessoas que viram a cena tentaram render o bandido, que disparou dois tiros em direção ao chão para afastá-las. Ele correu até uma motocicleta vermelha que estava com a placa levantada e era pilotada por um segundo assaltante. Eles passaram a rua João Colin e entraram na rua Mário Lobo.

Três policiais da bike-patrulha que passavam pela Colin flagraram o assalto. Eles seguiram a dupla. Três tiros foram disparados e um atingiu o piloto nas costas. O motociclista conseguiu andar ainda por 100 metros, mas bateu atrás de uma caminhonete que estava estacionada na rua.

"Na hora, nem imaginei que fosse assalto. Só escutei o barulho e vi o rapaz fugindo. Fiquei apavorado ao ver a polícia correndo", contou o dono da caminhonete, o motorista Eli dos Reis, 57, que estava dentro do veículo na hora da batida.

O carona da moto também caiu no chão, mas conseguiu fugir a pé. Ele tentou entrar em um táxi que estava em frente ao shopping Cidade das Flores. "Falei para ele que não poderia levar, porque estava com uma passageira. Mas nem imaginei que ele fosse um bandido", disse o taxista Mariano Silva, 42, que ficou muito assustado com o barulho dos tiros.

O assaltante fugiu então para o estacionamento do shopping. Um dos policiais da bike-patrulha cortou o caminho por entre as lojas e conseguiu encontrar o suspeito na rua dos Ginásticos. Juliano Ferreira, 32 anos, foi detido e preso em flagrante.

O motociclista, identificado como Diego Bonvecchio, 25 anos, não resistiu ao ferimento. Uma ambulância do Corpo de Bombeiros chegou logo em seguida e confirmou a morte. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Joinville.

As vítimas do assalto foram levadas ainda em estado de choque para a Central de Polícia. A menina estava muito assustada e mal conseguia falar. A mãe refletia sobre o acontecimento. "Agora vamos ter que rever tudo. Acredito que não vamos mais sacar muito dinheiro do banco", afirmou. O dinheiro foi recuperado e entregue à comerciante.

Fonte: A Notícia – Joinville/SC

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster