Os bancários do Banco do Brasil acabam de se tornar proprietários indiretos da maior empresa de alimentação do país, a Brasil Foods (BRF), resultado da fusão entre a Perdigão e a Sadia. É que por trás do negócio está a Previ, o fundo de pensão dos funcionários, que se tornou um dos maiores acionistas da nova empresa.

A Previ já detinha 14,16% do capital da Perdigão e 7,33% da Sadia. A fusão foi concretizada no último dia 18 de maio, após meses de negociações. O fundo de pensão foi um dos principais responsáveis pelo fechamento do negócio, que se tornou possível graças à crise que se abateu sobre a Sadia, combalida pelas aplicações em derivativos que geraram prejuízo bilionário.

Com a fusão, a nova gigante do ramo alimentício nasce com números grandiosos: faturamento líquido anual de R$ 22 bilhões, 119 mil funcionários, 42 fábricas e mais de R$ 10 bilhões em exportações por ano. A Brasil Foods é uma das dez maiores indústrias alimentícias do planeta, a maior produtora e exportadora mundial de carnes processadas e terceira maior exportadora brasileira (atrás de Petrobras e Vale).

Responsabilidade social

A fusão entre Sadia e Perdigão deverá trazer para a nova empresa ganhos em sinergia que variam entre R$ 2 bilhões e R$ 4 bilhões. A Brasil Foods garantiu, entretanto, que essa economia não será feita com demissões. Como o objetivo da BRF é ganhar mercado, a empresa afirma que os empregos estão garantidos e que novos postos de trabalho ainda deverão ser criados.

O secretário de Imprensa do Sindicato dos Bancários de São Paulo e funcionário do Banco do Brasil, Ernesto Izumi, diz que a manutenção dos empregos nas empresas que a Previ tem participação está entre as reivindicações do funcionalismo do BB. "É óbvio que a saúde financeira dos investimentos da Previ é prioridade para os associados, que precisam ter o complemento da aposentadoria garantida. Mas, neste período de crise internacional, a Previ, como maior fundo de pensão da América Latina, tem responsabilidade social e precisa proteger os empregos nas empresas que participa. Elas estão entre as maiores do país e milhares de pais e mães de família dependem delas para tirar o sustento da família", explica.

Em abril, o 20º Congresso Nacional dos Funcionários do BB aprovou uma resolução que tem o objetivo de orientar os dirigentes e conselheiros eleitos da Previ para que se posicionem em defesa do emprego e valorização do trabalho nas empresas participadas

Fonte: Seeb São Paulo

Walmar Pessoa
Author: Walmar Pessoa

WebMaster